sexta-feira, 21 de outubro de 2016

Campanha segue sem alterações, diz Zenaldo Coutinho

Em coletiva de imprensa ontem à tarde, na sede do PSDB em Belém, o prefeito e candidato à reeleição pela coligação União Por uma Belém do Bem, Zenaldo Coutinho, reafirmou que continua candidato. "A campanha continua normalmente e nossa votação será válida. Nossos adversários estão com medo porque sabem que vamos ganhar. Eles querem tirar o direito do povo de votar, querem ganhar no tapetão, mas não vão", afirmou. A coletiva foi organizada para esclarecer os boatos que vem sendo espalhados por adversários de que os votos em Zenaldo não seriam considerados válidos.
"Estou aqui para esclarecer e tranquilizar os nossos eleitores. Nossa candidatura está assegurada, ao contrário das mentiras que vem sendo espalhadas pelos adversários, querendo, como sempre, enganar a população", disse o candidato.

Zenaldo ressaltou que a decisão monocrática do juiz espantou e causou indignação não apenas a coordenação de campanha como a classe jurídica paraense. "A decisão foi inoportuna, a ação possui uma série de incorreções. 

É importante destacar ainda que a sentença foi proferida sem que fosse realizada a perícia no material solicitada pelo próprio Ministério Público", afirmou, acrescentando que quem deveria ter o registro de candidatura cassado é o candidato adversário, que foi condenado, quando prefeito de Belém, por desvio de dinheiro destinado à aquisição de livros para as escolas da capital.

Zenaldo fez questão de esclarecer ainda que em nenhum momento foi feita propaganda eleitoral em redes sociais antes do período permitido pela lei. "As acusações são todas falsas, não se sustentam e, ainda que verdadeiras, não seriam motivo suficiente para uma cassação. A pena prevista seria a retirada do material e o pagamento de multa", explicou.

Ainda durante a coletiva, Zenaldo informou que a coligação entrou com recurso ontem e espera que seja julgado com celeridade. "Queremos esta questão esclarecida o quanto antes. Queremos colocar um ponto final nisto antes da votação do segundo turno. A vitória nestas eleições é nossa”, acrescentou.

A ação que resultou na cassação da candidatura do tucano foi ajuizada pela coligação "Juntos pela Mudança", do candidato Edmilson Rodrigues. O juiz da 97ª vara, Antonio Cláudio Cruz, acatou as alegações dos adversários de Zenaldo em decisão divulgada na última quarta-feira.

O recurso ajuizado pela coligação de Zenaldo Coutinho precisa passar pelo pleno do TRE. Antes, além da manifestação da coligação de Edmilson Rodrigues, a matéria também será encaminhada ao Ministério Público Eleitoral, que apresentará seu parecer sobre o caso.( O Liberal)

Nenhum comentário:

Postar um comentário