quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Chevrolet Onix Activ quer superar Hyundai HB20X

Automóvel mais vendido no Brasil, o Chevrolet Onix quer diversificar o seu leque de consumidores. Além de uma versão mais barata e menos equipada, a Joy, o modelo possui ainda uma opção aventureira, a Activ, lançada em julho deste ano. Ela chegou para rivalizar com VW CrossFox, Renault Sandero Stepway e Hyundai HB20X, o eleito para este comparativo. O Onix Activ é vendido por R$ 57.590 com câmbio manual ou R$ 62.590 com o automático. Já o HB20X sai por R$ 58.355 na versão manual ou partindo de R$ 62.855 na automática. O iCarros testou ambos os modelos automáticos, que têm uma diferença de preço de apenas R$ 265 – embora o modelo das fotos seja o HB20X Premium, vamos considerar a lista de equipamentos da básica Style. Diferenciando-se das configurações “normais” pelos apliques de plástico na carroceria, e aí, quem se sai melhor?

Motorização e desempenho
O Onix é equipado com motor 1.4 8V flex que rende 106 cv e 13,9 kgfm com etanol, frente ao 1.6 16V flex do HB20X, que entrega 128 cv e 16,5 kgfm com o mesmo combustível. Já dá pra perceber que o Hyundai leva vantagem nesse quesito. O câmbio automático tem seis marchas em ambos os modelos, mas o funcionamento é mais suave no HB20X. No Onix, a transmissão oscila em alguns momentos sobre qual marcha engatar, especialmente em reduções ao pisar fundo no acelerador.

Quanto ao consumo, o Onix roda em média 7,7 km/l na cidade e 8,6 km/l na estrada com etanol segundo dados do Inmetro. Já o HB20X faz 7,1 km/l e 8,7 km/l nas mesmas condições.


Leia a opinião de donos de Onix
Leia a opinião de donos de HB20X

Como a tração é dianteira, os carros são mais adequados para uso urbano e para quem pega uma estrada de terra leve no final de semana. Fato é que a altura elevada em relação ao solo (em 30 mm no Onix e em 41 mm no HB20X quando comparados às suas versões convencionais) torna mais fácil passar por lombadas ou valetas na cidade.

Falando da suspensão, o Onix Activ recebeu uma calibração específica para lidar com a maior altura do solo e os pneus mais largos. O problema é que o resultado é um acerto firme demais que incomoda um pouco nas ruas irregulares de São Paulo. O Hyundai conseguiu um equilíbrio melhor, garantindo o conforto mesmo em pisos com ondulações. A direção elétrica é digna de elogios nos dois veículos, com leveza na medida para manobrar.

Acabamento e espaço interno
O interior com painel e bancos em laranja dá um charme extra ao Onix Activ. No Hyundai o interior também agrada bastante, mas com um desenho mais sóbrio e menos ousado do que no rival. A posição de dirigir é alta em ambos, mas ainda mais elevada no Onix mesmo colocando o banco na posição mais baixa.


Veja todas as versões e preços do Onix
Veja todas as versões e preços do HB20X

Com 3,95 m de comprimento e 2,52 m de entre-eixos, o Chevrolet leva 280 litros no porta-malas. Seu concorrente mede 3,94 m e 2,50 m, respectivamente, com capacidade para 300 litros no bagageiro. É uma pequena diferença nas dimensões, deixando o espaço no banco traseiro bastante similar entre os hatches. Quanto ao porta-malas, os 20 litros a mais do Hyundai acomodam apenas um mochila.

Equipamentos de série
Ambos os hatches vêm de fábrica com ar-condicionado, alarme, faróis de neblina, trio elétrico, rack de teto, rodas de liga leve (aro 15” no Onix e aro 16” no HB20X), chave tipo canivete, volante com regulagem de altura (e profundidade no Hyundai), computador de bordo, direção elétrica, banco do motorista com regulagem de altura e rádio com Bluetooth, USB e streaming de áudio.

O Activ acrescenta monitoramento de pressão dos pneus, faróis com máscara negra, câmera de ré, controlador de velocidade, indicador de trocas de marcha no painel, sensor de chuva e de estacionamento traseiro e central multimídia com tela sensível ao toque de 7”, comandos no volante e espelhamento de smartphones via Android Auto e Apple CarPlay. Ele ainda conta com o sistema OnStar, acionado por um botão no retrovisor, com serviços como informações de trânsito, clima, endereços, monitoramento do veículo etc.

O HB20X Style acrescenta apenas pedais com acabamento em alumínio e sistema isofix para cadeiras infantis. Quem quiser acendimento automático dos faróis, ar-condicionado digital e sensor de estacionamento traseiro precisa optar pela versão acima Premium, de R$ 65.355. Com sistema de som com tela sensível ao toque de 7” e espelhamento via Apple CarPlay e Car Link, o preço sobe para R$ 67.855. Por fim, com a central multimídia mais bancos de couro, como no carro das fotos, chegamos ao valor de R$ 69.445.

Escolha de Anamaria Rinaldi – O Hyundai é mais carro no geral, mas cobra caro por isso. Quem procura equilíbrio entre custo e benefício terá uma boa opção no Onix Activ, que oferece uma ampla lista de equipamentos pelo preço de entrada do rival. Por isso, ele leva esse comparativo.(msn/Carros)

Nenhum comentário:

Postar um comentário