sábado, 1 de outubro de 2016

Polícia Militar irá reforçar segurança no interior nas eleições municipais

 Cerca de 15 mil homens dos órgãos de segurança pública irão trabalhar nas eleições municipais, no próximo domingo, 2. Um plano conjunto de segurança será coordenado pela Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) em todo o Pará, e contará com o efetivo da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros Militar do Pará, Grupamento Fluvial de Segurança Pública (Gflu), Secretaria de Inteligência e Analise Criminal (Siac), Departamento de Trânsito do Pará (Detran), Guarda Municipal e Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Exército. O trabalho vai atender quase 5,5 milhões de eleitores nos 144 municípios do estado.

A fiscalização será ostensiva, com 1.477 homens da PM que foram remanejados e posicionados estrategicamente no interior do estado para reforçar o policiamento dos municípios. O contingente saiu, na manhã desta sexta-feira, 30, do Comando Geral, em ônibus fretados e da Polícia Militar. Ao todo, 10 mil agentes da Polícia Militar irão atuar com o apoio de 2 mil homens do Exército Brasileiro.

Em todo o Pará, a Polícia Civil atuará com 240 agentes e ficará responsável em atender os Termos Circunstanciados de Ocorrências, como os crimes eleitorais de boca de urna. A Polícia Federal contará com 350 agentes, nas ocorrências de flagrantes. O Corpo de Bombeiros, por sua vez, terá 374 agentes nos atendimentos de socorro e de emergência. O Detran atuará com 120 agentes de trânsito, para a organização do fluxo de veículos no entorno dos locais de votação. A Guarda Municipal reforçará o efetivo com 202 agentes.

O Gabinete Integrado de Gestão Operacional será montado nos seguintes municípios: Belém, Santarém, Castanhal, Tucuruí, Redenção, Paragominas, Capanema, Altamira, Abaetetuba, Itaituba e Soure. O objetivo é viabilizar a gestão do Sistema de Segurança Pública de cada município para monitorar as zonas eleitorais, atender ocorrências e agilizar o atendimento à população.

No dia das eleições, de 00h as 18h, a venda e fornecimento de bebidas alcoólicas em todo o estado será proibida, mediante publicação da portaria de número 064/2016.
Durante o período de votação, todas as delegacias da PC e PF funcionarão e prisões em flagrante, cumprimento de ordens judiciais e detenção por desrespeito ao Salvo Conduto, ou seja, descumprimento das normas da liberdade condicional, poderão ser feitas normalmente.

“O principal fator dessa operação é o trabalho integrado. Desde o Tribunal Regional Eleitoral até os demais órgãos que prezam pela fiscalização da eleição. A nossa inteligência está munindo a operação para que nossas ações sejam precisas. Todos os municípios receberão atenção. 

As cidades que apresentam maior população terão maior contingente para que o atendimento seja proporcional. As últimas eleições foram tranquilas e iremos trabalhar para que essas também sejam. Estaremos de prontidão, mas torcemos para que tudo ocorra bem”, explicou o Coronel da PM, Sérgio Alonso.
Sérgio Moraes - Agência Pará

Nenhum comentário:

Postar um comentário