quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Presos cavam túnel e fogem da penitenciária em Santarém

Presos cavaram um túnel na penitenciária Agrícola Sílvio Hall de Moura na comunidade Cucurunã, em Santarém, no oeste do Pará, e fugiram na madrugada desta quinta-feira (5). As buscas para capturar os presos se concentram nas matas que ficam próximas da unidade prisional. A quantidade de fugitivos ainda não foi divulgada pela Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe). Na manhã desta quinta-feira, a PM conseguiu capturar um dos foragidos. Ele estava escondido dentro da mata às margens da Rodovia Everaldo Martins (PA-457).

No dia 19 de dezembro, foi registrado uma fuga de 14 internos do pavilhão 2. Eles cavaram um túnel para facilitar a saída. No mesmo dia da fuga dois foragidos foram capturados em Alter do Chão.

Em nota, a Susipe informou que na manhã desta quinta-feira a unidade penal passou por uma revista estrutural com o apoio do GTO. Após a finalização da vistoria, os nomes dos internos que fugiram vão ser divulgados.

Monitoramento 24h
O Grupamento Tático Operacional (GTO), da Polícia Militar (PM), passou a monitorar por 24h a penitenciária. A estratégia é para prevenir ocorrências, como rebeliões. Em dezembro de 2016, três detentos foram mortos no presídio por grupos rivais, segundo a polícia. Um deles chegou a ser decapitado pelos detentos.

Presos cavaram um túnel na penitenciária Agrícola Sílvio Hall de Moura na comunidade Cucurunã, em Santarém, no oeste do Pará, e fugiram na madrugada desta quinta-feira (5). As buscas para capturar os presos se concentram nas matas que ficam próximas da unidade prisional. A quantidade de fugitivos ainda não foi divulgada pela Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado (Susipe). Na manhã desta quinta-feira, a PM conseguiu capturar um dos foragidos. Ele estava escondido dentro da mata às margens da Rodovia Everaldo Martins (PA-457).

No dia 19 de dezembro, foi registrado uma fuga de 14 internos do pavilhão 2. Eles cavaram um túnel para facilitar a saída. No mesmo dia da fuga dois foragidos foram capturados em Alter do Chão.

Em nota, a Susipe informou que na manhã desta quinta-feira a unidade penal passou por uma revista estrutural com o apoio do GTO. Após a finalização da vistoria, os nomes dos internos que fugiram vão ser divulgados.

Monitoramento 24h
O Grupamento Tático Operacional (GTO), da Polícia Militar (PM), passou a monitorar por 24h a penitenciária. A estratégia é para prevenir ocorrências, como rebeliões. Em dezembro de 2016, três detentos foram mortos no presídio por grupos rivais, segundo a polícia. Um deles chegou a ser decapitado pelos detentos. (G1 Santarém)

Nenhum comentário:

Postar um comentário