sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Três estariam envolvidos em morte de servidor do MPF

A Polícia Civil informou, na manhã desta sexta-feira (06), que pelo menos três pessoas estariam envolvidas na morte do analista do Ministério Público Federal, Pietro Ricardo Oliveira Vaneta, morto com um tiro na cabeça ao ter a casa invadida por bandidos, na manhã de ontem, na vila Mac Dowell, entre as travessas Benjamin Constant e Doutor Moraes, bairro de Nazaré. Uma prisão foi realizada na madrugada de hoje, um homem, suspeito de envolvimento no crime, mas ele foi liberado por falta de provas. A polícia informou ainda que não irá passar mais informações sobre essa prisão para não prejudicar as investigações do caso. Um taxista que teria dado fuga aos assaltantes foi preso na noite de ontem.

Caso-  O crime aconteceu por volta das 10h na vila Mac Dowell, entre as travessas Benjamin Constant e Doutor Moraes. Testemunhas contaram que dois homens armados aproveitaram que o portão da segunda casa da vila estava aberto e entraram no local para assaltar.

Um dos criminosos ficou do lado de fora e o outro entrou no imóvel onde estava a vítima e o pai, Ricardo Vilaça Vaneta, além de uma funcionária da casa. Pietro reagiu ao assalto e foi baleado na cabeça. A dupla de assaltantes fugiu em seguida sem levar nada. O rapaz chegou a ser levado ao hospital, mas não resistiu ao ferimento e morreu.

Pietro trabalhava no Ministério Público Federal em Paragominas, nordeste paraense, e estava de férias em Belém. (O Liberal)

Nenhum comentário:

Postar um comentário