segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Detran investe em tecnologia para atender resoluções nacionais

O Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran) investe em tecnologia e infraestrutura com a instalação de novo maquinário e modernização do sistema de banco de dados do órgão. O objetivo da reestruturação é atender as resoluções 287/2008 e 361/2010 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) que regulamentam os procedimentos de coleta e armazenamento de impressão digital (biometria) nos processos de habilitação, mudança ou adição de categoria e também renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Segundo o órgão, os investimentos são para dificultar falsificações e modernizar os serviços oferecidos à população. O Detran tem até o dia primeiro de abril para se adequar às exigências nacionais.

Por meio desta tecnologia, todo o fluxo no processo pra emissão da CNH será rastreado de forma biométrica, o que possibilitará maior segurança no processo, já que todas as etapas serão validadas através da comparação digital, previamente coletada e cadastrada nos postos de atendimento do Detran. Com a nova sistemática, esses dados também passam a estar interligados à base de dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

“Nossos equipamentos e sistema operacional precisaram se adequar às exigências do Denatran. Pra isso é necessário modernizarmos a gestão não só para oferecermos um melhor serviço à população, mas em termos maior controle de segurança dos dados, através desta tecnologia", explica a diretora-geral do Detran, Andrea Hass.

Atualmente, o Detran coleta 30 mil biometrias por mês. Segundo a diretora, para atender a legislação vigente foi necessária a contratação de empresas especializadas em soluções de tecnologia na área do trânsito que estão desenvolvendo e implementando o novo sistema. Ao final, os servidores do órgão serão capacitados e certificados para operar a nova ferramenta.

“Na primeira etapa foi necessário migrar todas as informações da antiga plataforma para o novo sistema. Agora já estamos na fase de desenvolvimento e implementação. Na próxima etapa, os nossos servidores serão capacitados e certificados para operar o programa. Estamos trabalhando para garantir maior controle e eficiência do órgão com o uso de novas ferramentas”, reitera Andrea Hass.

Os investimentos na área tecnológica do órgão já possibilitam maior segurança da base de dados, por meio de um sistema ininterrupto de energia, abrangendo um site de backup remoto. Os equipamentos estão interligados no sistema, possibilitando o funcionamento 24h por dia. Tais investimentos possibilitaram automação dos processos manuais e melhorias dos sistemas atuais, proporcionando economia, segurança e lisura nos processos de veículos e habilitação


“Com o novo sistema, nós vamos ter maior controle, por exemplo, da frequência dos novos condutores durante as aulas teóricas e práticas nas auto-escolas e também da realização dos exames”, destaca a diretora.

Modernização - O Detran também já trabalha no projeto de um sistema para rastreamento de placas e lacres dos veículos, com um sistema de biometria na lacração com sistema integrado de rastreabilidade na base de dados local e nacional. "Esse projeto deve facilitar as fiscalizações e ajudar a coibir as fraudes com a leitura biométrica, além de por fim ao mercado clandestino de confecção e venda de lacres e placas protegendo efetivamente o usuário contra práticas abusivas e ilegais", avalia Andrea.

O novo sistema também deve auxiliar os órgãos de segurança no combate a criminalidade, através do sistema de rastreabilidade. "A nossa missão é a de consolidar o processo de modernização da área tecnológica e disponibilizar um serviço ágil, eficiente e transparente à população", conclui a diretora-geral do Detran.


Por Aldirene Gama - Agência Pará

Nenhum comentário:

Postar um comentário