quarta-feira, 12 de abril de 2017

Em jogo movimentado, São Raimundo e Papão empatam sem gols

São Raimundo e Paysandu fizeram uma das partidas mais equilibradas do campeonato paraense de 2017. As duas equipes buscaram e criaram várias chances claras de gols, mas pecaram no quesito finalização. O resultado foi um placar zerado e a decisão das semifinais totalmente aberta para a partida da volta, marcada para o dia 22 deste mês de abril, na Curuzu, em Belém.

Sem poder contar com o atacante Eric Foca - recém-recuperado de lesão muscular -, o São Raimundo entrou com três volantes ao invés do trio de ataque. Engana-se quem pensa que o Pantera ficou na retranca. O time obrigou Emerson a fazer milagre e, quando o camisa 1 não trabalhou, foi a vez da trave salvar. Por outro lado, o Paysandu manteve o esquema ofensivo com Leandro Carvalho, Bergson e Alfredo e chegou perto de colocar a bola na rede em inúmeras oportunidades, sendo a maioria com o garoto Leandro Carvalho.

Saiba como foi a partida lance a lance pelo Portal ORM News

Para a partida da volta, quem vencer ficará com a vaga. Em caso de qualquer empate, a decisão irá para as penalidades. Vale destacar que o classificado deste duelo enfrentará o vencedor do duelo entre Remo e Independente na disputa do título de campeão paraense deste ano.

1º tempo: muitas chances perdidas e placar zerado

Com três atacantes, o ofensivo Paysandu parecia não querer levar em consideração a máxima dos visitantes - que é de respeito ao dono da casa - e foi logo ao ataque. Aos oito minutos, Leandro Carvalho atravessou o campo com a bola dominada, entrou na área e deixou para Bérgson, que errou a passada para o chute e devolveu. Carvalho, já desequilibrado, atirou-se de carrinho na redonda, mas chutou fraco e viu a zaga chutar a chance bicolor para longe.

O Papão continua investindo na velocidade do seu lado direito de ataque, mas, aos 30 minutos, viu o Pantera acertar a trave de Emerson. No lance, Tubarão foi acionado na ponta esquerda e cruzou na área. A bola passou por todos e chegou em Chaveirinho, que testou com firmeza e carimbou a trave do Papão.

Sete minutos depois, Leandro Carvalho voltou a fazer grande jogada. Ele recebeu na ponta direita e puxou par a diagonal. Ninguém parou o garoto do Papão, que entrou na área, limpou dois e chutou de canhota, mas na direção do goleiro Roger Kath. Defesa fácil do arqueiro do Pantera!

Já aos 39, o Mundico voltou a provocar medo na defesa do Papão. Uma falta cobrada em forma de cruzamento foi mal rebatida pela defesa alviazul. A bola voltou no pé de Chaveirinho, que chutou. Ayrton, bem posicionado, cortou sobre a linha fatal. A sobra ficou com Tiago, que arrematou de primeira e viu a defesa bicolor afasta pela linha de fundo.

No último lance do primeiro tempo, aos 48 minutos, Ayrton cobrou escanteio com perfeição e mandou a pelota na testa de Alfredo. O artilheiro do Papão não aproveitou liberdade dentro da área e cabeceou por cima do gol do São Raimundo.

2º tempo: mais chances, muito nervosismo, vários cartões e nada de gols

O jogo seguiu em ritmo acelerado e com mais afinco das equipes para buscar o gol. Ainda no primeiro minuto, Ayrton surpreendeu Rubran na linha de fundo e conseguiu cruzar a bola para a área. Ela iria na direção de Alfredo, que estava sozinho na pequena área, mas Lucas Barboza interceptou.

Após um primeiro tempo com alguns desentendimentos, a segunda etapa foi recheada de confusões. Os nove cartões amarelos não representaram tudo o que poderia ter sido advertido na partida. Entre os lances mais pitorescos, o atacante Leandro Carvalho quebrou uma placa de publicidade após ser empurrado pelo lateral esquerdo, Tubarão.

Na última metade da etapa, o São Raimundo ficou perto de marcar com Bilau. Ele foi lançado por Alexandre dentro da área, passou da marcação e, no momento do chute, acabou sendo travado por Fernando Lombardi. O capitão do Papão, inclusive, se lesionou no lance e pediu substituição.

Aos 37, Bergson fez grande jogada na ponta esquerda, entrou na área e encontrou a chegada de Leandro Carvalho. A bola foi rolada com afeto, mas Carvalho mandou para muito longe do gol de Roger Kath. Aos 48, o garoto bicolor voltou a ter a oportunidade de marcar, quando arrancou com a pelota, passou por três marcadores e, de dentro da área, chutou forte à esquerda do gol alvinegro.

A última bola do jogo, porém, foi do São Raimundo e mais precisamente de Bilau. O atacante tabelou com Ângelo na direita, entrou na área do Papão, fintou Gilvan e bateu no canto de Emerson, que salvou com o pé esquerdo.

Ficha técnica (São Raimundo 0 x 0 Paysandu)

São Raimundo - Roger Kath; Leandrinho, Rubran, Lucas Barboza e Tubarão; Denis Pedra (Charles), Wanderlan, Rodrigo Victor (Bilau) e Alexandre; Chaveirinho (Ângelo) e Tiago. Técnico: Lecheva
Paysandu - Emerson; Ayrton, Fernando Lombardi (Pablo), Gilvan e Hayner; Wesley, Rodrigo Andrade e Diogo Oliveira (Daniel Sobralense); Bérgson, Leandro Carvalho e Alfredo (Will). Técnico: Marcelo Chamusca

Cartões amarelos: Leandrinho, Rubran, Tubarão e Chaveirinho (São Raimundo); Ayrton, Gilvan, Hayner, Wesley e Leandro Carvalho (Paysandu)
Local: Colosso do Tapajós (Santarém/PA)
Hora: 20h30
Árbitro: Gustavo Ramos Melo
Assistentes: Marcio Gleidson Correia Dias e Dimmi Yuri das Chagas Cardoso
Público: 5.220 (4.371 pag. e 849 cred.)
Renda: R$ 58.380,00
ORM News

Nenhum comentário:

Postar um comentário