terça-feira, 4 de abril de 2017

Remo é goleado pelo Santos de Macapá e dá adeus à Copa Verde

O improvável aconteceu! O Remo foi eliminado pelo Santos do Amapá e, além disso, com direito a grito de 'olé' da torcida local e derrota por goleada, sobre o gramado do Zerão, em Macapá (AP) pelas quartas de finais da Copa Verde. O Santos amapaense abriu o placar ainda no primeiro tempo com Fabinho.Já na segunda etapa, o time da casa ampliou com Denilson e sacramentou o passeio por 3 a 0 com a pintura de Batata, em cobrança de falta. Eliminado, o Leão volta a Belém para focar apenas no campeonato paraense, enquanto que o alvinegro de Macapá - que está no início da temporada com apenas cinco jogos realizados pelo campeonato estadual - passa a pensar na semifinal da Copa Verde. O adversário sairá do confronto entre Paysandu e Águia, às 19h15 desta terça-feira (4), no Mangueirão, em Belém.

 1º tempo: Remo perde chances, mas Santos-AP faz e é superior

Embalado pela grande quantidade de torcedores azulinos em pleno Zerão, em Macapá (AP), o Remo foi ao ataque logo no início para tentar fazer jus à recepção da torcida amapaense. Aos dois minutos, Jackinha lançou Gabriel Lima dentro da área e o garoto ficou de cara com o goleiro Axel, que fez grande defesa!

O jogo estava aberto, mas os donos da casa aumentaram o ritmo e, aos 14 minutos, chegaram ao primeiro gol do jogo. No lance, Balão Marabá lançou, do círculo central, e Fabinho apareceu por trás da marcação de Igor João para encobrir André Luís e fazer uma pintura no estádio do meio do mundo. 

O gol empolgou a equipe amapaense, que passou a abusar dos lançamentos para investir na velocidade. Em dois outros lances, conseguiu ter chance clara dentro da área, mas a arbitragem - de forma equivocada - assinalou o impedimento em ambos.

A resposta do Remo poderia ter saído aos 31 minutos, quando Gabriel Lima recebeu uma sobra da zaga dentro da área e, sozinho, na frente do goleiro, isolou a redonda. O chute foi por cima do travessão! Lento e sem mostrar organização para empatar, o Leão ainda teve mais uma oportunidade. Na ocasião, Léo Rosa, da intermediária de ataque, jogou a bola na área e Jackinha - que recebeu o cartão verde por praticar o fair-play na partida - surgiu como elemento surpresa para cabecear livre de marcação. Só que a bola saiu fraca e na direção de Axel, que defendeu sem dificuldade.

2º tempo: Leão 'mofino', Peixe arrasador e grito de 'olé'

Apesar da bronca do técnico Josué Teixeira, o Remo voltou do intervalo da mesma forma com que jogou o primeiro. O time local tentou manter a estratégia de sair em velocidade para o contra ataque e acabou cedendo espaço na marcação. Gabriel Lima, em jogadas de escanteio, cabeceou a bola na trave em duas vezes. A noite do garoto estava tão nebulosa que o goleiro Axel saiu tocando totalmente errado e mandou a redonda no pé do atacante remista, que entrou na área sem qualquer marcação e chutou para fora.

A ineficácia azulina no ataque constratava com a empolgação que tomava conta do Santos do Amapá. Até a torcida alvinegra - visivelmente em menor número - passou a ter mais força nos cânticos que a do Remo, inclusive com gritos de 'olé'. Para deixar a situação azulina ainda mais dramática, o zagueiro Igor João reclamou de forma ríspida com a arbitragem e foi expulso de campo.

Aos 30 minutos, o trio composto por Rafinha, Fabinho e Denilson saiu para o ataque em alta velocidade e, aos 30 minutos, Fabinho recebeu de Rafinha na ponta direita e cruzou para a chegada de Denílson. O camisa 20 só escorou para a rede e marcou o segundo gol do Peixe.
Precisando fazer gol a todo custo, Josué Teixeira lançou Val Barreto no lugar do anulado Eduardo Ramos. O centroavante até que tentou, mas não conseguiu superar a forte marcação do zagueiro Jeferson Jari. Léo Rosa, Jackinha e Fininho tentavam colocar a bola na área do Santos para buscar o gol que levaria a decisão para as penalidades, mas, aos 40 minutos, Rafinha dominou na frente da área, driblou Marquinhos e foi derrubado quase na meia lua da grande área. Batata cobrou com perfeição e sacramentou a goleada alvinegra.

Ficha técnica (Santos/AP 3 x 0 Remo)

Santos/AP - Axel; Diego (Renatinho), Jeferson Jari, Dedé e Batata; Lessandro, Balão Marabá e Rafinha; Bruno (Denílson), Fabinho e Luciano (Talysson). Técnico: Élcio do Rosário

Remo - André Luís; Léo Rosa, Henrique, Igor João e Jackinha; Renan Silva, Tsunami (Fininho), Marquinhos e Eduardo Ramos (Val Barreto); Edgar (Felipe) e Gabriel Lima. Técnico: Josué Teixeira

Gols: Fabinho 14'/1ºT, Denilson 30'/2ºT e Rafinha 40'/2ºT (Santos/AP)
Cartões amarelos: Diego, Batata, Lessandro, Rafinha e Luciano (Santos/AP); Henrique, Igor João, Tsunami, Marquinhos e Gabriel Lima (Remo)
Cartão vermelho: Igor João (Remo)
Cartão verde: Jackinha (Remo) *Fair Play
Local: Zerão (Macapá/AP)
Data: 03/04/17
Hora: 20h15
Árbitro: Edmar Campos Encarnaçao - AM (CBF)
Auxiliares: Ciro Chaban Junqueira - DF (CBF) e Jose Araujo Sabino - DF (CBF)
Público total: 2.652
(ORM News)

Nenhum comentário:

Postar um comentário