quarta-feira, 28 de junho de 2017

Açaí do tipo médio tem reajuste acumulado de 6,46% em cinco meses

O litro do açaí tipo médio, consumido pelos paraenses na Grande Belém, teve reajuste acumulado de 6,46% nos primeiros cinco meses do ano. A pesquisa realizada pelo Dieese-PA (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) percorreu feiras, mercados e supermercados da capital paraense.  Somente no mês passado, o açaí do tipo médio teve reajuste de 1,23%. Segundo o estudo, de preço do acaí tipo médio o mais consumido pelos belenenses, começou o ano custando R$ 16,49, em abril foi comercializado a R$ 17,88 e no mês passado foi encontrado em média a  R$ 18,12. Pelos números, o Dieese constatou que no mês passado, o preço do produto teve alta acumulada de 1,34% em relação a abril.

Desde o começo do ano, a alta acumulada nos primeiros cinco meses chegou a 6,46%. Por outro lado, se comparado, aos últimos 12 meses, o preço deste tipo de açaí apresentou queda acumulada de 24,34%. Só para se ter uma ideia, na última semana, o preço do açaí do tipo médio nas feiras foi comercializado entre R$ 12 e R$ 16. Já no supermercado esse preço variou entre R$ 16 e  R$ 21,99.


O açaí do tipo grosso, considerado o mais caro, começou o ano custando R$ 20,74, em abril passou para R$ 24,37 e no mês passado foi comercializado em média a R$ 24,67 o litro. Alta acumulada nos primeiros cinco meses do ano alcançou 14,85%. Na feira, o açaí do tipo grosso foi encontrado entre R$ 24 e R$ 25, já nos supermercados está custando em média R$ 28. Encontrado somente nas feiras de Belém, o açaí tipo papa está sendo comercializado em média a R$ 23,88 o litro nesses locais. (PRM)

Nenhum comentário:

Postar um comentário