quarta-feira, 28 de junho de 2017

Governo do Estado e PRF vão atuar em conjunto na BR-316

O governo do Estado e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) vão atuar em conjunto na segurança e fiscalização da BR-316. Durante reunião no começo da noite desta quarta-feira (28), no Hangar Convenções e Feiras da Amazônia, o governador Simão Jatene garantiu o apoio do Estado nas ações de segurança, com reforço nos primeiros 18 quilômetros da rodovia, dando apoio ao operacional da PRF. O trecho irá, em breve, receber as obras do BRT Metropolitano. Também participaram do encontro representantes de órgãos como o Departamento de Trânsito do Estado (Detran), Polícia Militar e das prefeituras de Belém, Ananindeua e Marituba.

 
“Recebemos da PRF o pedido de apoio e acolhemos prontamente. O mês das férias está chegando, e sabemos que o fluxo na saída da cidade se intensifica. Temos que agir em conjunto e com celeridade para minimizar os transtornos para a população”, disse o governador, que determinou à Secretaria de Estado de Transportes (Setran) a instalação de cinco passarelas metálicas – duas delas em Marituba – para facilitar a travessia de pedestres na rodovia no período. A montagem das estruturas começa na próxima semana, iniciando pelos trechos de maior fluxo.

A proposta de cooperação entre Estado e PRF foi discutida em reunião pela manhã, entre o governador e o superintendente da Polícia Rodoviária Federal no Pará, inspetor Haroldo Teixeira. “Nosso contingente e equipamentos são insuficientes para atender a população a contento, diante da necessidade deste período de maior fluxo. Não temos pernas para fazer sozinhos esse trabalho na BR, sobretudo, no mês das férias, quando a demanda cresce consideravelmente”, afirmou.

Acordo – Durante a reunião, o inspetor Haroldo Teixeira assinou convênio com o Detran para uso do parque de retenção do órgão estadual no recolhimento de veículos que forem retidos em ações de fiscalização. “Essa medida coloca nossos espaços à disposição da PRF para receber esses veículos, que hoje ficam concentrados na barreira localizada na saída da cidade, na BR. É mais uma ação da parceria que já desenvolvemos, de forma integrada, com os órgãos de segurança pública”, informou o diretor Técnico e Operacional do Detran, Walmero Costa.

Não é apenas na segurança pública que o Estado vem atuando na BR-316. Os primeiros 18 quilômetros da rodovia recebem atualmente a operação tapa-buracos e toda a sinalização horizontal e vertical das faixas de pista e da travessia de pedestres. O objetivo é garantir maior fluidez no tráfego de veículos, tendo em vista a proximidade do veraneio, que intensifica o movimento de saída da cidade em julho.

O trabalho emergencial para o verão engloba o trecho da BR-316 que foi cedido pelo governo federal ao Estado, em novembro do ano passado, para obras do Ação Metrópole, projeto mais abrangente que inclui obras de ampliação das pistas, construção de terminais rodoviários e a criação do BRT Metropolitano, para desafogar o trânsito e diminuir os transtornos a motoristas, passageiros e pedestres na saída da cidade. Esses serviços ainda estão em processo licitatório.
Por Luiz Carlos Santos

 O governo do Estado e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) vão atuar em conjunto na segurança e fiscalização da BR-316. Durante reunião no começo da noite desta quarta-feira (28), no Hangar Convenções e Feiras da Amazônia, o governador Simão Jatene garantiu o apoio do Estado nas ações de segurança, com reforço nos primeiros 18 quilômetros da rodovia, dando apoio ao operacional da PRF. O trecho irá, em breve, receber as obras do BRT Metropolitano. Também participaram do encontro representantes de órgãos como o Departamento de Trânsito do Estado (Detran), Polícia Militar e das prefeituras de Belém, Ananindeua e Marituba.

“Recebemos da PRF o pedido de apoio e acolhemos prontamente. O mês das férias está chegando, e sabemos que o fluxo na saída da cidade se intensifica. Temos que agir em conjunto e com celeridade para minimizar os transtornos para a população”, disse o governador, que determinou à Secretaria de Estado de Transportes (Setran) a instalação de cinco passarelas metálicas – duas delas em Marituba – para facilitar a travessia de pedestres na rodovia no período. A montagem das estruturas começa na próxima semana, iniciando pelos trechos de maior fluxo.

A proposta de cooperação entre Estado e PRF foi discutida em reunião pela manhã, entre o governador e o superintendente da Polícia Rodoviária Federal no Pará, inspetor Haroldo Teixeira. “Nosso contingente e equipamentos são insuficientes para atender a população a contento, diante da necessidade deste período de maior fluxo. Não temos pernas para fazer sozinhos esse trabalho na BR, sobretudo, no mês das férias, quando a demanda cresce consideravelmente”, afirmou.

Acordo – Durante a reunião, o inspetor Haroldo Teixeira assinou convênio com o Detran para uso do parque de retenção do órgão estadual no recolhimento de veículos que forem retidos em ações de fiscalização. “Essa medida coloca nossos espaços à disposição da PRF para receber esses veículos, que hoje ficam concentrados na barreira localizada na saída da cidade, na BR. É mais uma ação da parceria que já desenvolvemos, de forma integrada, com os órgãos de segurança pública”, informou o diretor Técnico e Operacional do Detran, Walmero Costa.

Não é apenas na segurança pública que o Estado vem atuando na BR-316. Os primeiros 18 quilômetros da rodovia recebem atualmente a operação tapa-buracos e toda a sinalização horizontal e vertical das faixas de pista e da travessia de pedestres. O objetivo é garantir maior fluidez no tráfego de veículos, tendo em vista a proximidade do veraneio, que intensifica o movimento de saída da cidade em julho.

O trabalho emergencial para o verão engloba o trecho da BR-316 que foi cedido pelo governo federal ao Estado, em novembro do ano passado, para obras do Ação Metrópole, projeto mais abrangente que inclui obras de ampliação das pistas, construção de terminais rodoviários e a criação do BRT Metropolitano, para desafogar o trânsito e diminuir os transtornos a motoristas, passageiros e pedestres na saída da cidade. Esses serviços ainda estão em processo licitatório.
Por Luiz Carlos Santos -Agência Pará

Nenhum comentário:

Postar um comentário