segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Segurança pública do Pará ganha reforço de quase 3 mil servidores militares e civis

 Nesta segunda-feira, 21, 500 novos policiais civis, aprovados no último concurso do estado, participam da aula inaugural do curso de formação. Além do concurso da Polícia Civil, o Governo do Estado também realizou outros dois processos seletivos na área da segurança pública: o da Polícia Militar, que está na fase de matrícula, com dois mil aprovados ao posto de praças em todo o Estado e 194 ao posto de oficiais, e o do Corpo de Bombeiros, com 277 novos militares, que já começarão a atuar a partir de setembro.
 A aula inaugural que irá ocorrer no Hangar - Convenções e Feiras da Amazônia corresponde à segunda etapa do concurso para cargos de investigador, escrivão, delegado e papiloscopista policial, que foram aprovados na primeira etapa do certame e agora irão frequentar o Curso de Formação, que será realizado no Instituto de Ensino de Segurança do Pará (Iesp), em Marituba, e será coordenado pela Academia da Polícia Civil (Acadepol).

Inicialmente, foram convocados 500 candidatos para os cargos de escrivão, investigador e papiloscopista. Em outubro, será a vez dos candidatos às 150 vagas dos cargos de delegado de Polícia iniciarem o período de matrículas. A previsão é de que as aulas terminem em dezembro deste ano para os candidatos aos cargos de escrivão, investigador e papiloscopista. Já para os candidatos a delegado, a previsão de encerramento é para fevereiro de 2018.

Realização de sonhos
Na sala de aula do Iesp, o jovem Tiago Bittencourt, 23 anos, vive a reta final da formação para os novos soldados do Corpo de Bombeiros Militar (CBM). Depois de enfrentar a concorrência de 35 mil candidatos no concurso do ano passado, o jovem está perto de realizar um sonho de infância. “Servir a sociedade arriscando sua própria vida sempre esteve no imaginário de qualquer criança e comigo não foi diferente. Já presenciei acidentes de carro e incêndios nos quais os bombeiros estiveram presentes e isso só fez reforçar esse sonho”, disse o futuro bombeiro.

A partir do dia 7 de setembro, ele e mais 277 aprovados no último concurso para praças do CBM estarão nas ruas do estado, prontos não somente como jovens fortes e destemidos para salvar vidas, mas também para qualificar de forma abrangente o serviço da corporação.

A médica veterinária Marina Brito, 28 anos, ficou com uma das 160 vagas de Belém para o nível superior no concurso da Polícia Militar do Pará, também realizado no ano passado. Mesmo com uma clientela de 920 animais atendidos em sua clínica particular, a veterinária sempre viu no concurso da PM a tão sonhada segurança profissional. “A certeza de receber todas as garantias trabalhistas, como férias e décimo terceiro salário é o maior atrativo dos concursos. 

Mas sempre sonhei em cuidar dos cães e cavalos que ajudam a fazer a segurança da sociedade”, disse a profissional, que depois dos três anos de formação na PM vai se desdobrar entre o trabalho na clínica e a dedicação aos animais da corporação.

As vagas ofertadas no último concurso da PM vão ser preenchidas com dois mil aprovados ao posto de praças em todo o Estado e 194 ao posto de oficiais. Os candidatos aprovados iniciam o curso de formação em outubro deste ano. A remuneração dos praças no Pará é de R$ 3.586,80, incluindo o auxílio alimentação, enquanto a remuneração dos oficiais para a patente ofertada é de R$ 6.531,31.
Governo do Estado do Pará

Nenhum comentário:

Postar um comentário