quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Polícia prende homem que forjava morte para receber benefício

A Polícia Federal no Pará prendeu na manhã desta quarta-feira (27), durante operação em Belém, um homem acusado de forjar a própria morte com o intuito de obter pensão por morte. Os agentes cumpriram ainda um mandado de condução coercitiva e um mandado de buscas e apreensão. O investigado preso será ouvido na Superintendência Regional da Polícia Federal no Pará e encaminhado ao presídio, onde ficará à disposição da justiça. Segundo informações da Polícia Federal, o acusado utilizava quatro identidades diferentes. Em 2015, ele já havia sido preso em flagrantes pelo mesmo crime contra a previdência social. Na ocasião, ele acompanhava uma idosa que se passava por uma pessoa fictícia para receber benefício assistencial de forma fraudulenta.
Ainda segundo a polícia, o homem tem relação com mais de 50 benefícios assistenciais ao idoso com fortes indícios de serem fraudulentos.Nesse tipo de fraude, as quadrilhas criam pessoas fictícias com mais de 65 anos por meio de falsificação de documentos públicos como RG, CPF, certidões de nascimento com intuito de obter o benefício assistencial.

Se comprovadas as irregularidades, o prejuízo pode chegar até R$ 3 milhões aos cofres públicos. (ORM)

Nenhum comentário:

Postar um comentário