segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Violência nas escolas é alvo de ação de órgãos de segurança do Estado

Também estão sendo programadas duas novas operações para o Policiamento Escolar, já aprovadas. O trabalho de prevenção da violência escolar tem sido intensificado por ações específicas executadas pela Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), tanto no âmbito estadual quanto municipal, por intermédio de medidas e ações como as desenvolvidas pelos técnicos da Diretoria de Prevenção Social da Violência e da Criminalidade e pelo Grupamento Aéreo da secretaria, assim como pelo esforço da Companhia de Policiamento Escolar (Cipoe) da Polícia Militar.

A Polícia Militar, prestes de completar 199 anos este mês, inaugura uma etapa importante na atuação junto às escolas, inicialmente as da capital. "Após a conclusão do 1° Curso de Policiamento Comunitário Escolar, em julho deste ano, a Cipoe está implementando novas metodologias de trabalho. Primeiramente, reforçando as rondas escolares e os atendimentos emergenciais em trabalho conjunto com o Comando de Policiamento da Capital, por meio dos Batalhões de área", relatou o comandante do Cipoe, major Jorge Aragão.

Também estão sendo pogramadas duas novas operações para o Policiamento Escolar, já aprovadas pelo Comando de Policiamento Especializado (CPE), os chamados Planos de Segurança e Raio Escolar, que serão implantados nas unidades de ensino com a incidência de problemas específicos nos quatro setores de Policiamento Escolar, sendo uma escola por setor, o que ocorrerá em um primeiro ciclo.

A Operação “Raio Escolar” tem a finalidade de realizar ações de saturação no perímetro de um grupo de escolas próximas, visando identificar situações de atitude suspeita ou de risco. Nesta operação, serão escalados policiais para compor duas viaturas de reforço que, juntamente com a guarnição de serviço no setor, vão atuar no entorno de escolas em dois dias consecutivos. A cada semana, um novo setor será atendido.

O programa também tem como meta aproximar os estudantes das corporações que integram o sistema de segurança. No mês de agosto, por exemplo, 14 adolescentes estudantes de escolas estaduais fizeram uma visita à sede do Grupamento Aéreo da Segup, na área do aeroporto de Val de Cães.

"Os alunos tiveram a oportunidade de conhecer todos os nossos aviões e helicópteros utilizados em ações de policiamento e resgate. Os moradores de Icoaraci chegaram até às instalações do Grupamento por meio da relação que a secretaria mantém com a comunidade escolar. Elas deixam, na maioria das vezes, de estar próximas das áreas de risco, onde estariam vulneráveis, quando participam destas atividades”, avalia o tenente-coronel Márcio Bailosa.

À frente da Diprev, a delegada Silvia Rêgo acompanhou a visita dos jovens. “É uma parceria que sempre tende a gerar frutos, pois os afasta da violência, do tráfico, das drogas e possibilita ressaltar valores fundamentais, como a importância da família. Esse trabalho com o Grupamento traz a comunidade e agrega para nós gestores, pois temos condições de mostrar o nosso trabalho de perto”, garante.(Agência Pará)



Nenhum comentário:

Postar um comentário