quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Aparecida se prepara para receber 600 mil fiéis

Celebração dos 300 anos da descoberta da imagem da padroeira do Brasil terá show de artistas. Cerca de 250 mil fiéis acompanharão nesta quinta-feira a principal missa para celebrar os 300 anos do surgimento da imagem da padroeira do Brasil, em Aparecida, interior de São Paulo. Por conta do número expressivo de público, uma estrutura especial foi montada. Ao contrário dos demais anos, a missa será realizada pela manhã do lado de fora da basílica, no mesmo palco que, à noite, receberá shows de artistas.

Ontem, foi inaugurada a nova cúpula da igreja, num evento que também atraiu milhares de fieis. Após duas horas de cerimônia, em que o cantor Daniel interpretou “Romaria”, o revestimento da cúpula foi revelado. Os mosaicos mostram pássaros brasileiros voando em direção à árvore da vida, numa referência à semente de mostarda retratada no evangelho de Mateus. As obras custaram cerca se R$ 6 milhões.


A cidade foi toda enfeitada com fitas nas cores azul e prata, penduradas nos postes pelos próprios moradores. Dezenas de barracas de acampamento estão espalhadas na entrada da basílica, que deve receber, em três dias de festa, 600 mil pessoas.

O empresário Silmar Martins da Silva, de 37 anos, está com os 16 quartos de sua pousada ocupados. No ano passado, ele alugou apenas a metade:
— Tinha reserva de um ano já. Tudo graças à santa. Ela é nossa guia, nossa heroína. Nos ajuda a prosperar.

Os Correios lançam hoje o carimbo postal e o selo comemorativo alusivos ao jubileu de 300 anos da imagem. Para comemorar a data, o Papa Francisco enviou uma rosa de ouro para o Santuário. O presente foi trazido pelo cardeal italiano Giovanni Battista Re, prefeito emérito da Congregação para os Bispos, que representa o Pontífice nas comemorações.

Mensagem do Papa
Durante audiência no Vaticano, ontem, o Papa Francisco enviou uma mensagem aos fiéis brasileiros em português saudando o jubileu de Aparecida:

— A história dos pescadores que encontraram no Rio Paraíba do Sul o corpo e depois a cabeça da imagem de Nossa Senhora, e que foram em seguida unidos, nos lembra que neste momento difícil do Brasil, a Virgem Maria é um sinal que impulsiona para a unidade construída na solidariedade e na justiça.
Preservada em uma redoma em vidro blindado, a imagem da santa sairia ontem à noite numa procissão rumo ao rio Paraíba do Sul, onde os religiosos dizem ter sido encontrada, em 1717.

— Quero crer que será uma plena realização das pessoas que estão esperando por esse momento — afirma Inácio de Medeiros, superior provincial dos redentoristas de São Paulo
Lotada, a sala das Promessas, no subsolo da basílica, também reuniu grupos de devotos ao longo de todo o dia. Por conta do entra e sai no local, os organizadores fizeram uma espécie de rodízio dos presentes que eram deixados pelos visitantes. 

Para evitar acúmulo, funcionários tiravam os que estava há mais tempo para colocar outros no lugar. Segundo a administração da catedral, atualmente 87 mil fotos estão presas no teto, assim como centenas de objetos expostos nas vitrines, em uma área de 1,3 mil metros quadrados.

Em meio aos presentes estão manequins de noivas, fardas militares, armas de fogo e maquetes de casas. Alguns frequentadores também acendiam vela em tamanho natural da pessoa para quem era feita uma promessa.

A programação de hoje vai até meia-noite, quando acontece uma vigília. A missa principal acontece às 9h30m. O dia termina com o Festival da Padroeira e um show pirotécnico. (O Globo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário