segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Aulas gratuitas do Enem ajudam cerca de 800 alunos

Os aulões do Pro Paz Enem lotaram auditórios e salas de aula neste final de semana. Uma parceria entre professores da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) e do Pro Paz Enem beneficiou cerca de 800 alunos, em Soure, na Ilha do Marajó, e em Belém com uma abordagem dinâmica para o Enem.  Na capital paraense, a iniciativa foi realizada no Centur e já começou com uma dinâmica para motivar os alunos. “Sempre venho para o aulão porque acho muito legal o carinho com que os professores nos tratam. 
São professores que eu sempre quis estudar e não tinha como porque eles dão aulas em cursos caros de Belém", explicou a estudante Adriana Araújo, de 17 anos.

O presidente da Fundação Pro Paz, Jorge Bittencourt, esteve no aulão e explicou para os alunos sobre o conteúdo especial preparado para eles, disponível nas redes sociais do Pro Paz Enem e em encartes do jornal O Liberal, ferramentas para auxiliar em sua preparação para o exame. “Sabemos que os alunos nem sempre têm a oportunidade de ter aulas nos finais de semana em suas escolas e por isso estamos pensando em várias estratégias para auxiliá-los.

Seja pelo Facebook com vídeos; pelo Jornal Liberal, por meio dos fascículos aos sábados ou pela TV Cultura, de quarta a sábado, com nosso programa, a gente quer se fazer presente e trazer mais preparação para eles. Queremos o maior número possível de alunos da rede pública em universidades”, disse.

Em Soure, no Marajó, as aulas foram realizadas no Auditório Gasparini Batista da Silva e contaram com a presença de 150 alunos. A aula ofereceu para a jovem Larissa Lemos, 19 anos, a possibilidade de reforçar seus estudos. 

"Quero ser professora e sempre sonhei em dar aulas. Achava que passar em uma universidade pública através do Enem era algo distante, mas com o projeto o Pro Paz Enem venho me sentindo mais segura. Ficamos muito felizes de ter essas aulas aqui", conclui a jovem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário