terça-feira, 17 de outubro de 2017

Papão pega o Luverdense nesta terça-feira

Bicolor faz hoje o primeiro de dois jogos fora de casa. O Paysandu não terá nenhum meio-campista “tradicional” para o jogo de hoje (17) contra o Luverdense, às 20h30 (de Belém), em Lucas do Rio Verde (MT). Fábio Matos e Diogo Oliveira, que são os “oficiais” da posição, estão fora da partida - Matos pelo terceiro cartão amarelo recebido diante do CRB, na semana passada, e Oliveira ainda não se recuperou da lesão na panturrilha e está indo para o quinto jogo consecutivo de fora do time. E não é muito provável que fique à disposição do treinador Marquinhos Santos para o confronto com o Londrina no próximo sábado.
Pela ordem natural, o técnico vai superpovoar o meio-campo bicolor com volantes ou mesmo recorrer a um atacante para o setor. Ontem, o Papão treinou pela manhã no CT do Cuiabá com Marquinhos orientando treino de posicionamento e jogadas de bola parada, tanto na parte ofensiva quanto defensiva - uma preocupação recorrente do treinador. Marquinhos Santos não confirmou com qual time entra jogando.

Com Marquinhos, o Paysandu tem bom percentual de aproveitamento nos jogos fora de casa. Recentemente, ganhou do Boa Esporte de virada e para esta noite todos apostam no sucesso bicolor. Em 14 jogos realizados fora de casa, o Paysandu venceu cinco. O Luverdense ganhou quatro e outros cinco terminaram empatados.

No entanto, o Papão ainda não conseguiu vencer o Luverdense dentro do estádio Passo das Emas e hoje vai para cima, querendo quebrar o tabu contra os matogrossenses, que estão na zona do rebaixamento na Série B, numa situação de risco. Se o time paraense tem desfalques, o Luverdense está com o time completo. E, segundo o técnico Junior Rocha, o Verdão será o mesmo time do jogo passado, em que foi derrotado pelo América-MG.

“Estamos lutando contra o rebaixamento e amanhã (hoje) vamos sair dessa situação”, aposta Junior Rocha, que voltou ao Verdão  em março deste ano depois de uma  temporada no futebol paulista dirigindo o Grêmio Novorizontino. Antes, passou quatro anos no Passo das Emas, onde foi responsável pelo acesso e manutenção do Luverdense na Série B do Campeonato Brasileiro.

A mesma confiança cerca o elenco alviazul. Para o atacante Bergson, o jogo está num mesmo nível e quem errar menos e souber aproveitar as chances vai levar a melhor. “Espero que sejamos nós os vencedores. O time, embora com desfalques, está mais aplicado”, analisa. Bergson segue com principal artilheiro do Paysandu. São nove gols no Brasileiro e 21 na temporada. (O Liberal)


Nenhum comentário:

Postar um comentário