quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Sem reajuste, gasolina no Pará é uma das mais caras do País

Produto é o décimo mais caro do País, com o preço médio de R$ 3,9710.  Desde a segunda-feira está em vigor a nova tabela do Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) que alterou os valores médios dos combustíveis, que servem de referência para o cálculo do ICMS, em dez Estados e no Distrito Federal. Apesar do Pará não estar nesse rol de reajustes, o consumidor do Estado é um dos que mais sofre no bolso na hora do abastecimento.  A gasolina, por exemplo, é a décima mais cara do País, com o preço médio de R$ 3,9710, sendo que em vários municípios, já são praticados valores acima dos R$ 4,20. 

Segundo levantamento semanal de preços da Agência Nacional de Petróleo (ANP), em Altamira foi verificado no último fim de semana o preço médio de R$ 4,500, com alguns postos já praticando o valor de R$ 4,550. Em Redenção, o custo médio da gasolina comum estava saindo por R$ 4,458; e em Santarém, por R$ 4,302.

Em Belém, onde foi verificado o segundo menor preço médio ponderado ao consumidor final no Estado, a gasolina sai por R$ 3,841, com valores que oscilam nos 15 postos pesquisados entre R$ 3,680 e R$ 3,999. Na comparação, com as demais 26 capitais do País esse é o 16º maior valor médio. 

O preço médio mais baixo da gasolina comum no Pará foi identificado em Bragança, com custo de R$ 3,706. Para efeito de comparação, no Maranhão, onde a pesquisa aponta o menor preço médio da gasolina após o reajuste (R$ 3,6630), o combustível sai nas bombas dos postos de São Luiz por R$ 3,571. 

O alto valor médio no Pará se estende aos demais combustíveis. No caso do álcool (álcool etílico hidratado combustível -AEHC), o valor médio de R$ 3,4420 é o quinto mais caro do País, com variações entre os municípios paraenses de R$ 3,340, em Castanhal, e de R$ 4,100, em Santarém. O óleo diesel, sai pelo preço médio de R$ 3,2390 aos consumidores paraenses. É o 13º mais alto dentre todos os Estados, sendo mais alto o valor médio em Altamira (R$ 3,617) e o mais baixo em Castanhal (R$ 3,162). 

Reajuste
No geral, foram reajustados os valores médios dos combustíveis em Alagoas, Amazonas, Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia e São Paulo. O Preço Médio Ponderado ao Consumidor Final (PMPF) serve de base para o recolhimento do ICMS feito pelas refinarias. 

O Confaz é formado por técnicos do governo e representantes das secretarias estaduais de Fazenda. No Pará, o realinhamento do preço médio é um ato de rotina praticado pela Fazenda Estadual para acompanhar os valores praticados na venda ao consumidor. O PMPF ajusta a base de cálculo do ICMS, de acordo com as flutuações de preços praticados nos postos. (ORM)

Nenhum comentário:

Postar um comentário