segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Enem mobiliza 354.593 candidatos em 74 municípios do Estado do Pará

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será aplicado em 74 municípios paraenses - o mesmo número do ano passado - ontem domingo (5). Estão aptas a participar da avaliação 354.593 mil pessoas, que representam 5,2% do total de 6.731.203 inscritos no país. Esse número é 19,5% menor que o registrado em 2016, quando o Estado participou com 440.979 candidatos. De acordo com o site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), a queda no número de inscrições é consequência do Enem ter deixado de certificar o Ensino Médio, tarefa que voltou a ser atribuída ao Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja). Belém, Ananindeua e Santarém são os municípios com os três maiores números de participantes inscritos no Exame Nacional.

O Enem será realizado em 265 escolas da rede estadual, gerida pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc). Sete municípios terão os maiores números de escolas abrigando a avaliação. Belém entra com 63 unidades e Ananindeua com 23; o terceiro maior número em locais de prova é de Santarém (15); em Abaetetuba, 10 estabelecimento de ensino receberão o teste; em Benevides, Castanhal e Bragança serão 8.

Estavam aptos à inscrição no Enem, neste ano, no Pará, 110.410 alunos da rede estadual de ensino, mas somente 95.016 habilitaram-se aos testes.

A região metropolitana de Belém contribui com mais de 60 por cento dos candidatos inscritos. Dos cinco municípios que formam a RMB, Santa Bárbara não teve inscritos. E como era de se esperar, a capital lidera os 74 municípios onde o teste será aplicado. Em Belém, inscreveram-se 99.567 candidatos. Em seguida vem vem Ananindeua, com 28.786; Marituba, com 5.422 candidatos, e Benevides com 3.359.

No grupo dos municípios com mais de dez mil inscritos estão, pela ordem, Santarém (28.786) e Marabá (16.693); e inclui-se ainda Parauapebas, liderando na região sul/sudeste com 11.685 candidatos. Na região nordeste, a liderança é de Castanhal, onde se inscreveram 10.493 candidatos.

Floresta do Araguaia é o último município do ranking estadual, com apenas 487 candidatos inscritos, integrando um grupo de 14 municípios com menos de mil candidatos.
Nove municípios do Marajó participam do Enem 
A região do Marajó, que registra o mais baixo índice de Desenvolvimento Humano (IDH), integra o ranking de participantes do Enem 2017 com 15.550 candidatos, inscritos em nove municípios, liderados por Breves (12º município no ranking estadual), onde hoje estão aptos a comparecer à prova 6.268 candidatos. Salvaterra é o município com o segundo maior número de inscritos (1.708) no arquipélago, seguido de Soure (1.439). Comparecem também no cadastro do Inep, São Sebastião da Boa Vista, com 1.138; Ponta de Pedras (705) e Anajás (70º município em número de inscritos), que tem 604 candidatos aptos a fazerem a prova neste domingo.

Perfil dos candidatos paraenses             
No Pará, 23,7% dos participantes pagaram a taxa de inscrição; 58,3% foram isentos do pagamento e 18% obtiveram a gratuidade automática por serem concluintes do Ensino Médio na rede publica, neste ano.

Em relação à situação de ensino dos candidatos paraenses; 70,3% já concluíram o Ensino Médio; 21,2% são concluintes no presente ano letivo e 7,6% concluirão após 2017 – são os chamados treineiros. Do total de participantes do Pará, 59,8% são mulheres e 40,2% são homens.

Atendimento a candidatos especiais
Entre os candidatos paraenses ao Enem, 1.762 receberão atendimentos especializados. A maioria dos casos é de deficiência física, baixa visão e deficiência auditiva. Serão usados 3.792 recursos de acessibilidade, sendo 98 videoprovas traduzidas em Libras, novidade desta edição. Outros 1.022 candidatos terão atendimentos específicos, sendo 57,3% dos casos de lactantes. (ORM)

Nenhum comentário:

Postar um comentário