terça-feira, 21 de novembro de 2017

Operação da Polícia Civil prende falsificadores de diplomas na Semed

Delegado Gilberto Aguiar (Foto) 
Duas pessoas já foram presas em uma Operação da Polícia Civil, juntamente com o Ministério Público estadual, que foi deflagrada na manhã desta terça-feira (21) em Santarém, relacionada à falsificação de diplomas na Secretaria Municipal de Educação de Santarém. Outros mandados de prisão deverão ser cumpridos pela Polícia. Até o momento não temos os nomes das pessoas presas. A operação é denominada “Apate” e cumpre três mandados de prisão temporária, nove mandados de condução coercitiva e 14 mandados de busca e apreensão. APATE, na mitologia grega, era um espírito que personificava o engano, o dolo e a fraude.
Dos 14 mandados de busca e apreensão, um teve como alvo a casa do chefe de gabinete do prefeito Nélio Aguiar, Erasmo Maia. A esposa dele, Flora Costa, é acusada de envolvimento no esquema dos diplomas falsos na Semed.

ENTENDA O CASO: Em outubro deste ano, nove servidores (professores) da Secretaria Municipal de Educação (Semed) foram denunciados por estarem trabalhando no órgão de educação com diplomas falsificados. O prefeito Nélio Aguiar mandou apurar a denúncia e foi constatado que nove professores apresentaram diplomas falsos quando foram se cadastrar no órgão. Imediatamente o Prefeito mandou que a titular da Secretaria Municipal de Educação, Marluce Pinho, tomasse as providências cabíveis.

As duas pessoas presas foram levadas para a Seccional de Polícia Civil. A operação da Polícia Civil é contra uma quadrilha que vendia diplomas falsos, em média por R$ 1.800,00. Os crimes são de corrupção, formação de w2uadrilha e falsificação de documentos.

Durante as investigações emergiram evidências da existência de uma associação criminosa que atuava na Secretaria Municipal de Educação com a finalidade de venda de cargos públicos, mediante utilização de documento falso. Mais informações serão prestadas durante uma coletiva de imprensa que ocorrerá na seccional de polícia, após o cumprimentos das diligências.

NOTA DA SEMED:
A Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), esclarece que a busca e apreensão realizada na manhã desta terça-feira (21) no prédio da Semed, refere-se ao uso de diplomas falsos por servidores. Ressalta-se que foi a Semed que identificou os documentos falsos, exonerou os servidores envolvidos e informou o caso ao Ministério Público Estadual e à Polícia Civil para as devidas apurações. Por fim, a Semed informa que está colaborando para as investigações.
Fonte: RG 15/O Impacto

Nenhum comentário:

Postar um comentário