sábado, 4 de novembro de 2017

Papão pressiona e arranca empate do Vila Nova na Curuzu

Bergson marca de novo e ajudou a manter o Paysandu na mesma posição na tabela da série B. O Paysandu perdeu a chance de ficar em situação mais confortável, mas conseguiu um ponto com um empate bem feito, na frente de quase 11 mil que encheram a Curuzu na noite de ontem sexta-feira (03), no duelo contra o Vila Nova. O jogo foi válido pela 33ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O destaque da partida vai para o  artilheiro Bergson que, recuperado de uma lesão, entrou em campo e ajudou o Bicola a não afundar no certame depois de levar um gol do Vila Nova logo no primeiro tempo. 
Agora, o PSC tem que vencer o Náutico para voltar a respirar um pouco melhor na tabela. O próximo jogo da equipe de Marquinhos Santos é em 07 de novembro, na Arena Pernambuco.

Primeiro tempo: Gols, falhas e ferimentos

O jogo começou com o Vila Nova mantendo a posse de bola pela maior parte do tempo. Contudo, aos 10 minutos, Juninho surpreendeu a defesa do Tigrão e mandou uma boa bola para Ayrton, que levantou para Caion que, por sua vez, cabeceou para fora, muito perto do gol do Vila.
Aos 15 minutos, uma falha do goleiro Emerson deu origem a um lance perigoso, que não terminou bem. Ele tirou mal a bola, que caiu aos pés de Wallyson.
O jogador do Vila aproveitou a chance e mandou para Moisés, que foi atropelado pelo zagueiro Diego Ivo. Ele salvou o time de levar um gol, mas se chocou feio com o jogador do Tigrão, que precisou ser retirado de maca do campo e levado de ambulância ao hospital. Diego Ivo também se machucou, sendo atendido em campo. Ele precisou de sete pontos na cabeça no intervalo mas, felizmente, nenhum dos dois sofreu danos mais graves.

Continuando o primeiro tempo, o Vila Nova crescia cada vez mais. Aos 24 minutos, após um escanteio cobrado por Alan Mineiro, Wallyson aproveita uma falha da zaga do Papão e só faz empurrar a bola para o gol. O Vila abre o placar, para desespero dos torcedores bicolores que lotavam a Curuzu. Logo em seguida, aos 28 minutos, Carandina manda um bolão para Fábio Matos, que chuta um verdadeiro foguete no gol de Luis Carlos. A bola tira tinta da trave, mas não entra. A chance do Papão só seria aproveitada mais tarde.

Em um ataque rápido, Bergson recebe a bola de Fábio Matos, que conseguiu salvar o lance indo buscar a pelota no limite da linha de fundo. O atacante chuta na cara do gol, meio de lado e... Empata para o Bicola, e tudo fica igual no Estádio Leônidas Sodré de Castro, aos 37 minutos. 
Segundo tempo: Vila Nova tranca, Papão parte para cima, mas jogo perde o fôlego

O jogo voltou com um Paysandu mais inspirado, fato que já era observado desde a segunda metade do primeiro tempo. Contudo, o time paraense se viu diante de um Tigrão mais trancado, que atacava mais pelos lados e se concentrava em fechar a defesa. Diego Ivo, que se envolveu no lance polêmico mais cedo, estava perdendo a cabeça com facilidade, se deixando influenciar pelo calor da partida.

Caion, Bergson e Nando Carandina faziam ataques pontuais, sempre com boas chances, mas não conseguiam achar uma brecha para virar o jogo. Aos dez minutos, Caion deixa PH para trás e manda uma bomba para fora do gol do Vila, em uma das melhores chances da segunda etapa. Aos 15 minutos, Bergson cobra uma falta precisa no centro do gol, mas Luis Carlos se estica todo e freia o chute do artilheiro.
Após tantos ataques do Paysandu, o time belenense também foi perdendo o gás, e o jogo termina de forma apática. Paysandu 1 x 1 Vila Nova.

Ficha técnica (Paysandu 1 x 1 Vila Nova)

Paysandu: Emerson, Ayrton, Perema, Diego Ivo, Guilherme Santos, Augusto Recife (Renato Augusto), Nando Carandina, Diogo Oliveira (Fabio Matos), Welinton Junior (Juninho), Caion  e Bergson. Técnico: Marquinhos Santos

Vila Nova: Luís Carlos,Anderson, Alemão,Wesley, Geovane, Mateus, Fagner, PH, Tiago Adan (Moisés), Fernando Medeiros (Alan), e Alípio (Wallyson). Técnico: Hemerson Maria

Gols:  Wallyson 24'/ 1º (Vila Nova) e Bergson 37/ 1º (Paysandu)

Cartões amarelos:  Diego Ivo, Nando Carandina e Caion (Paysandu); Fagner e Tiago Adan (Vila Nova)

Local: Estádio Leônidas Sodré de Castro - Curuzu (Belém/PA)
Árbitro: Paulo Schleich Vollkopf (MS)
Assistentes: Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Leandro dos Santos Ruberdo (MS)
Público: 10.935
Credenciados: 1.430
Sócio Bicolor: 2.192
Pagante: 7.313
Renda: R$163.060,00
ORM

Nenhum comentário:

Postar um comentário