coluna 3

Coluna 2

Coluna 1

sexta-feira, 15 de dezembro de 2017

Operação nacional da Polícia Civil prende 51 no Pará

Objetivo é prender acusados de furtos, roubos e latrocínio. No Pará, também há acusados por tráfico e crimes sexuais. A Polícia Civil do Pará prendeu, até o início tarde de ontem quinta-feira (14), 51 pessoas em Belém, região metropolitana da capital e interior do Estado, durante a operação PC27 deflagrada de forma simultânea nos 26 Estados brasileiros e Distrito Federal. 
A coordenação da operação é do Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil (CONCPC), sob coordenação operacional do delegado Emerson Wendt, chefe da Polícia Civil do Rio Grande do Sul e vice-presidente do CONCPC, e responsabilidade operacional dos Delegados-Gerais de Polícia Civil em cada Estado e no Distrito Federal.

O objetivo é dar cumprimento a mandados de prisão em aberto nas Unidades de Polícia Civil de todo Estado, em especial, de pessoas que respondem a processos por crimes como furtos, roubos e latrocínio. Dentre os presos no Pará, há condenados de Justiça por roubos, tráfico de droga e crimes sexuais. 

A operação no Pará foi iniciada às 6 horas da manhã, no horário de Belém, mobilizando mais de 200 policiais civis de todas as Delegacias, Seccionais Urbanas e Unidades Integradas Propaz (UIPPs) dos bairros da capital; das cidades de Ananindeua, Marituba, Benevides e Santa Bárbara, que compõem a Região Metropolitana de Belém, e de cidades do interior paraense, com destino aos endereços citados nos mandados judiciais de prisão. 

Todos os mandados cumpridos, até o momento, foram comunicados à Justiça e os presos encaminhados para exames periciais e, em seguida, recolhidos em unidades do Sistema Penitenciário do Pará. Somente na capital e região metropolitana de Belém, foram presas 17 envolvidos em crimes. 

Dentro da operação, a Polícia Civil deflagrou, no município de Barcarena, localizado no nordeste do Pará, uma operação realizada, após um ano e meio de investigações, para desarticular pontos de tráfico de drogas na cidade. Ao todo, 27 pessoas - 21 homens e seis mulheres - foram presas. 

Os policiais apreenderam 4.200 petecas de pasta de cocaína e uma arma de fogo de calibre 12, além de mais de R$ 20 mil em moeda nacional e cédulas estrangeiras, telefones celulares e outros objetos usados no preparo dos entorpecentes para venda. 

Todos os presos, em Barcarena, foram conduzidos para a sede do Instituto de Ensino de Segurança do Pará (IESP), localizado na cidade de Marituba, região metropolitana de Belém, para formalização dos mandados de prisão cumpridos e lavratura de quatro prisões em flagrante. 

O objetivo da Operação PC27 é tornar o final de ano da população brasileira mais seguro e com menos delitos contra o patrimônio dos brasileiros, chamando a atenção para o PL 5580/2016, que visa a agravar os delitos patrimoniais praticados com o emprego de violência e os cometidos no ambiente interno das residências.( Portal ORM com informações da Polícia Civil)

Nenhum comentário:

Postar um comentário