quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Bando é preso por comprar e vender veículos roubados no site OLX

Investigações iniciaram depois que uma das vítimas denunciou que sua moto roubada estava sendo negociada no site. A Polícia Civil prendeu em flagrante, nesta terça-feira, 9, três homens acusados de envolvimento em um esquema de compra e venda de veículos roubados na Internet por meio do site OLX. Vinicius de Oliveira da Costa, Wellington Gabriel Pinheiro Leal e Diego José Lobato Pinheiro foram autuados em flagrante pelo crime de receptação de duas motos e de um carro com registro de roubo. As prisões foram realizadas no bairro de São Brás, em Belém.
Segundo o delegado Thiago Dias, da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos (DRFVA), unidade policial vinculada à Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), as investigações iniciaram depois que uma das vítimas denunciou que a moto de sua propriedade que havia sido roubada estava sendo negociada no site.
Conforme o delegado, as investigações sobre esse tipo de prática são constantes, pois existem casos semelhantes de veículos irregulares postos à venda na Internet. Cada um dos acusados foi detido em locais diferentes enquanto negociavam os veículos.
O OLX não é responsável pela mercadoria anunciada apenas abre o espaço para anúncios. Quem faz o anúncio é a pessoa. Os veículos anunciados foram recuperados.
Em depoimento, os presos negam que sabiam que os veículos eram roubados. Diego José alega que estava anunciando uma moto ao preço de R$ 2,1 mil no site OLX. Ele afirma ter comprado a mesma moto no OLX ao preço de R$ 1.750. Ele alega que chegou a fazer uma pesquisa sobre a placa da moto e, segundo ele, o veículo estava como regular. (Policia Civil)

Nenhum comentário:

Postar um comentário