sábado, 20 de janeiro de 2018

Credcidadão beneficia microeemprendedores com recursos de mais de 200 mil reais

O Credcidadão reiniciou as atividades em 2018. Até o final de janeiro, mais de 200 mil reais em microcréditos serão entregues para moradores das regiões Metropolitana, Marajó e Baixo Amazonas. Em 2017, foram atendidos 101 municípios, 3.424 famílias, com valor aproximado de recursos na ordem de R$ 11 milhões em microcrédito, um salto de quase 100% em relação a 2014, recurso que tem mudado a vida de muita gente com a geração de renda. Neste ano, a estimativa é que todos os municípios paraenses sejam alcançados com a iniciativa. Além disso, o valor entregue em 2017 deve ser ultrapassado. Desde 2012 o Governo do Estado já liberou 38 milhões de reais em mais de 12 mil operações de crédito.
Para a diretora do Credcidadão, Tetê Santos, o empreendedorismo é uma forma de minimizar e combater a pobreza e a desigualdade. “São microempreendedores que realizam diversas atividades, através do trabalho investem em seus negócios, diminuindo o sofrimento das famílias e aquecendo a economia do estado”, ressalta.

Ela comenta que apesar da atual crise que o país vive o governador Simão Jatene não mede esforços para levar adiante as ações de microcrédito.  “Nós apelamos para todas as pessoas que recebem o microcrédito que procurem pagar os boletos em dia para que continuem como cliente do Credcidadão e mantenham seus empreendimentos. Para iniciar o negócio, o valor vai de 100 a 2 mil reais. Se o negócio já existe, este valor pode chegar até a 5 mil reais”, destaca a diretora.

Na manhã desta sexta-feira (19), no município de Santa Bárbara do Pará, na Região Metropolitana de Belém, 22 pessoas foram beneficiadas com o microcrédito que totalizou R$ 81.000,00. Esse grupo renovou o crédito, já que foi pago e quitado um empréstimo anterior. As atividades solicitadas foram: venda de cosméticos, restaurante, confecções, mercadinho, papelaria, artesanato, papelaria e hortifrutigranjeiros, com valor médio liberado de R$ 2.612,90.

Neste sábado, 20, será a vez de empreendedores dos municípios de Salvaterra, Soure e Cachoeira do Arari receberem cartas de crédito. Em Salvaterra, serão beneficiados nove microempreendedores com investimentos de R$ 26.000,00. Já em Cachoeira do Arari, 38 empreendedores serão contemplados com o total de R$ 83.000,00, uma média de valores de liberação de R$ 2.202,70 por pessoa. No município de Soure, 26 empreendedores serão contemplados com créditos com valores investidos de R$ 60.000,00 - valor médio liberado de R$ 2.307,69 por pessoa.

Na próxima quarta-feira, 24, será realizada entrega de créditos para nove empreendedores no município de Placas, com valores investidos de R$ 23.500,00. O valor médio recebido é de R$ 2.071,43 por pessoa para primeiro crédito, e duas renovações com valores de R$ 9.000,00 por pessoa.

Egressos - O Credcidadão existe há 12 anos, mas somente em 2016 passou a contemplar egressos do sistema penitenciário. O benefício destina-se a pessoas de baixa renda e os egressos estão incluídos no grupo prioritário, onde as taxas de juros são diferenciadas. O valor do microcrédito gira em torno de R$2.500,00 e R$5.000,00.

Durante este período, 34 ex-detentos foram beneficiados e investiram em pequenos negócios, como por exemplo, a venda de frango, açaí, lanche, água, churrasco, mariscos, confecção, lava-jato, fruteira, refrigeração, mercearia, entre outros. Ao longo de 2016 e 2017 foram R$72.500,00 destinados para os egressos.

Entorno do Parque do Utinga - O Credcidadão beneficiou 39 moradores do entorno do PEUt com linhas de crédito para investimento em pequenos empreendimentos, que somam R$ 114.000,00. As atividades mais procuradas foram venda de mariscos, peixe, pizzas, doces e salgados, confecção, artesanato, mercearia e fruteiras. A ideia é garantir a geração de renda, melhorando a qualidade de vida dessas famílias.

O projeto “Utinga: Viva o entorno” promoveu uma ação articulada entre diversas instituições estaduais e a Prefeitura de Belém, que visa promover o desenvolvimento sustentável e a inclusão social das famílias que ali vivem. O objetivo é garantir melhores condições de moradia a essas famílias, com a urbanização daquela área, incorporando-a ao Parque Estadual do Utinga e dando oportunidades de geração de emprego e renda para os seus moradores.

Como solicitar o CredCidadão?
Pode solicitar o crédito qualquer pessoa maior de 18 anos, que more no Pará há pelo menos dois anos, e também que já esteja inserida no mercado de trabalho ou queira iniciar um pequeno empreendimento.

Para obter o crédito, os interessados devem se inscrever na sede do CredCidadão, em Belém, que fica na Rua dos Mundurucus, 3.852, esquina com a travessa Três de Maio, de segunda a sexta-feira, das 9h às 17 horas. 

Depois do pré-cadastramento, o candidato recebe a visita de uma equipe técnica do programa, que verificará o espaço onde o mesmo já tem ou pretende implantar seu negócio, além da capacidade empreendedora da família para desenvolver a atividade e se não há pessoas concorrendo no mesmo ramo próximo ao local.

A equipe do Credcidadão desenvolve um trabalho minucioso junto à família credenciada para formatar um plano de negócios, de forma que ela não tenha dificuldade na quitação da dívida. Atendendo a todos os pré-requisitos, o comerciante recebe o crédito em, no máximo, 30 dias. Além disso, as equipes do programa fazem o acompanhamento constante de todos os empreendimentos.
Por Márcio Flexa - Agência Pará

Nenhum comentário:

Postar um comentário