quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

Escolas de Santarém implantam projeto de ensino em tempo integral

A partir do mês que vem, duas escolas estaduais da região oeste do Pará passam a contar, pela primeira vez, com o ensino em tempo integral. A experiência pioneira será implantada, inicialmente, nas escolas Frei Ambrósio, no centro da cidade, e Maria Uchôa Martins, localizada na Avenida Moaçara, no bairro Floresta. O projeto está sendo desenvolvido gradualmente pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc), por meio da política de expansão desta modalidade de ensino, que já é ofertada por 22 estabelecimentos de Ensino Médio de sete municípios.
De acordo com o diretor da escola Frei Ambrósio, Jonathas Gomes, o educandário conta atualmente com 73 alunos matriculados nesta modalidade de ensino e a expectativa é fechar três turmas com 30 alunos cada. "As matrículas ainda estão abertas até o início do período letivo. Até lá, esperamos fechar essas três turmas para iniciar o projeto do ensino integral na nossa escola. Acredito que será uma experiência inovadora que contemplará não apenas as disciplinas da grade curricular, mas projetos especiais que serão desenvolvidos pelos professores", disse.


Na Escola Maria Uchôa Martins, a direção informa que já foram fechadas duas turmas para o início das aulas, uma com 40 e outra com 25 alunos, incluindo discentes portadores de necessidades especiais. Segundo a vice-diretora, Gisele Vidal, com as reformas que acontecerão gradativamente no espaço será possível fechar mais uma turma ao longo do ano.

Metodologia - A metodologia das escolas que oferecem esse sistema de ensino é diferenciada, apresentando uma proposta pedagógica interdisciplinar com o currículo tradicional voltado para o desenvolvimento humano integral, com práticas dinâmicas e interativas que valorizem o potencial dos espaços dos educandários a partir de um tempo de permanência ampliado, com entrada às 7h30 e saída às 17h, garantindo aos alunos atividades diversificadas de aprendizagem tanto acadêmicas, quanto sociais, culturais, políticas e esportivas, com intervalo para refeição e interação das 11h55 às 13h25.

As escolas participantes estão recebendo aporte de investimentos para melhorar sua estrutura, com o objetivo de ampliar o ensino em tempo integral. Por isso a Seduc fará um aporte de R$ 25 milhões, oriundos do orçamento do Estado e da União, que serão investidos ao longo de 2018 e 2019, para aquisição de materiais e equipamentos que deverão ser entregues durante o período letivo de 2018.
De acordo com a previsão da Seduc, as aulas na rede pública do Estado devem iniciar no dia 5 de fevereiro. (Agência Pará)

Nenhum comentário:

Postar um comentário