quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

PRF registra redução no número de acidentes fatais

Balanço parcial aponta que houve 44 mortes a menos em relação a 2017, O balanço preliminar da Operação Carnaval, da Polícia Rodoviária Federal (PRF), aponta que o número de acidentes em rodovias federais em todo país caiu durante o carnaval, em relação ao ano passado. Segundo a PRF, entre sexta-feira (9), dia do início da operação, até a meia-noite da terça-feira (13), foram registrados 249 acidentes graves, com 87 óbitos em decorrência de acidentes de trânsito, números menores do que no ano passado, quando foram 309 e 131 óbitos, respectivamente. As informações são da Agência Brasil. A divulgação foi feita nesta quinta feira (15)

O número de flagrantes por embriaguez também caiu. Entre sexta-feira e terça-feira, foram 1.497 motoristas autuados por embriaguez ao volante, número 22% menor do que os 1.914 flagrados no mesmo período do ano passado. Ao todo, 144 mil veículos foram fiscalizados.

A ultrapassagem irregular, embora também menor que o do ano passado, registrou 8.109 autuações, 17% a menos que as 9.782 de 2017.
A operação encerrou à meia-noite de ontem, com a fiscalização focada em condutas associadas ao maior número de acidentes, como ultrapassagens irregulares, excesso de velocidade, mistura álcool e direção e falta de equipamentos de segurança.
SEGURANÇA
Os balneários paraenses foram a pedida de muitos foliões e também de quem preferiu o descanso à agitação dos blocos nesse feriado de Carnaval. E para garantir a tranquilidade de todos, o Corpo de Bombeiros Militar do Pará manteve um trabalho intensivo nas praias, estradas e também no percurso dos blocos. As principais ocorrências registradas no período foram de acidentes com animais marinhos e de mal estares súbitos, apesar das orientações prestadas ao público. As informações são da Agência Pará de Notícias.

Na tarde de domingo (12), na praia de Alter do Chão, a equipe de guarda-vidas foi acionada para atender uma banhista que sofreu um ataque epilético. A jovem foi encaminhada ao posto de saúde da vila. Também na mesma região, um condutor de lancha ultrapassou a área reservada a banhistas. Profissionais do CBMPA intervieram para evitar qualquer tipo de incidente.

Nas praias de Colares o feriado foi marcado pela tranqüilidade. A atuação dos Bombeiros se restringiu apenas a orientações dos banhistas e contou com o apoio da Prefeitura da cidade e das Polícias Civil e Militar. 

O sub-tenente Marcelo Santos destacou o reforço do trabalho preventivo para manter a situação em ordem. “Tivemos o suporte de seis militares e dois socorristas devidamente preparados para atender qualquer tipo ocorrência, como os acidentes com animais marinhos, muito comuns nesta área. Mas até o momento o serviço está bem tranquilo”, completou.

Na praia da Aldeia, em Cametá, e na praia Grande, em Salvaterra, também foram registrados casos de acidentes envolvendo animais marítimos, especialmente arraias. Em Algodoal, que na segunda-feira recebeu um público estimado em 450 pessoas, o único atendimento feito pelo CBM foi a uma queimadura causada por água viva, mas sem gravidade. 

Na praia da Barra Velha, banhistas relataram ferimentos causados por bagres. 
As praias de Outeiro receberam quase duas mil pessoas nos dois últimos dias do feriado, mas por lá também não houve ocorrências mais graves. (O Liberal)

Nenhum comentário:

Postar um comentário