coluna 3

Coluna 2

Coluna 1

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Secretários adjuntos da Sespa são apresentados a coordenadores e diretores

Diretores e coordenadores correspondentes às áreas assistenciais, administrativas e financeiras e atrelados ao gabinete da Secretaria de Estado de Saúde do Pará (Sespa) foram apresentados ontem  quinta-feira, 15, pela titular da pasta, Heloisa Guimarães (Foto), aos novos secretários adjuntos: o médico clínico José Miguel Alves Júnior e a economista Maria do Céu Guimarães de Alencar. Mais de 40 servidores estiveram presentes à cerimônia, que aconteceu no auditório da Escola Técnica do SUS (ETSUS), em Belém.
 O novo secretário adjunto de Gestão de Políticas de Saúde, José Miguel Alves Júnior, é médico clínico com 24 anos de carreira, com passagens pelo Hospital de Clínicas Gaspar Vianna e pela superintendência do Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência, além de ser professor assistente do curso de Medicina da Universidade do Estado do Pará (Uepa), com mestrado em Biologia de Agentes Infecciosos e Parasitários pela Universidade Federal do Pará (UFPA). 

Entre outros cargos em áreas administrativas de governo desde 1980, a nova secretária adjunta de Gestão Administrativa, Maria do Céu, já foi coordenadora de Câmaras de Políticas Setoriais da Secretaria de Estado de Governo, diretora-superintendente do Departamento de Trânsito do Pará (Detran), e até recentemente era a secretária de Estado de Planejamento, Orçamento e Finanças.

Na abertura do encontro, a secretária de Estado de Saúde, Heloisa Guimarães, falou sobre a necessidade de interação aos que já ocupavam cargos de coordenação na gestão do secretário anterior, Helio Franco, para que compartilhem a experiência aos que estão chegando à Sespa, como é o caso de uma das novas secretárias adjuntas, Maria do Céu, oriunda da Sepof, cuja missão será de assessorar o gabinete da Sespa na gestão de demandas relacionadas aos trâmites administrativos e financeiros.

“Foi uma missão delegada a mim pelo governador e confesso que tinha uma vontade em trabalhar com a saúde pública, que vai representar pra mim um desafio diário”, disse. Em se tratando de desafios, Heloisa Guimarães lembrou que eles não serão escassos e que acontecem devido às demandas da sociedade, cada vez mais recorrente aos serviços do Sistema Único de Saúde (SUS). 

Ela também ressaltou a necessidade de reorganizar o fluxo de atendimento, com a efetiva colaboração das gestões municipais, no sentido de regionalizar ainda mais a saúde com ênfase na melhoria da comunicação com a comunidade e no incentivo à participação de técnicos do interior do Estado nas dezenas de capacitações que a Secretaria costuma executar.

A titular da Sespa explicou ainda que toda essa articulação vai favorecer, entre outros tantos desafios que o SUS enfrenta, a diminuição das filas no atendimento de hospitais, como ocorreu no Ophir Loyola, cuja situação está sendo revertida, e o encaminhamento desnecessário de pacientes à capital quando poderiam ser atendidos nos hospitais regionais mantidos pela Sespa em parceria com as organizações sociais. 

Vários assuntos foram pontuados por coordenadores de setores atrelados à assistência. Uma das explanações de mais destaque foi a de Endemias, responsável, entre tantos outros êxitos, pela diminuição de 62% dos casos de dengue em todo o Pará desde 2011. “A tendência é que esse número caia ainda mais. 

Esse resultado deixa o nosso Estado em quinto lugar no grupo dos que alcançaram os melhores índices de combate à dengue do Brasil”, afirmou Bernardo Cardoso, coordenador estadual do Programa de Endemias. “Em 2010 tivemos 40 mortes causadas por complicações com a doença e terminamos 2014 com dois óbitos”, acrescentou.

A mudança de endereço do gabinete, que no decorrer de 2015 atuará juntamente com as equipes do Nível Central em prédio prestes a ter a estrutura de climatização concluída na avenida João Paulo II, foi uma das novidades anunciadas pelos novos titulares da Sespa, assim como a descentralização do Laboratório Central do Estado (Lacen), da Vigilância em Saúde da Sespa, e o Plano de Cargos, Carreiras e Salários da Sespa, já enviado pela Diretoria de Gestão de Trabalho e da Educação na Saúde para apreciação da Secretaria de Estado de Administração (Sead) e posterior aprovação da Assembleia Legislativa do Pará – o que deve também ocorrer ao longo deste ano.
Por Mozart Lira - Agência Pará

Nenhum comentário:

Postar um comentário