quinta-feira, 8 de março de 2018

Alcoa valoriza participação feminina em Juruti

Do efetivo direto da Alcoa no empreendimento de bauxita em Juruti, quase 20 por cento são mulheres que aceitaram os desafios de atuar na área mineral, onde historicamente as atividades eram realizadas por pessoas do sexo masculino. A presença feminina vem mudando o perfil desse ambiente e mais de 33% delas já ocupam cargos de liderança nas diversas frentes de atuação da empresa.
 Um exemplo é Diana Martins Valentim, 11 anos de Alcoa, atualmente na função de supervisora do Laboratório Químico. Ela conta que quando chegou na Alcoa, vinda da área siderúrgica, percebeu que não tinha muita diferenciação entre mulheres e homens. “As diferenças não estão no gênero, mas nas competências e habilidades de cada profissional. Por isso, sinto que na Alcoa é bem mais justo para mulher trabalhar. Estamos numa empresa inclusiva, onde jovens, mulheres, homossexuais, negros... todos são tratados igualmente. As nossas diferenças são observadas somente a partir da performance e comportamento”, destaca.
Para incentivar a diversidade e melhorar o ambiente de trabalho na empresa, a Alcoa mantém estratégias de valorização da mão de obra feminina em nível global, o que inclui a AWN (sigla em Inglês para Rede de Mulheres Alcoa), que é um dos vários grupos internos dedicados a promover a diversidade e um ambiente de pleno respeito no mundo corporativo.
A operadora Alessandra Rocha, 34 anos, soube aproveitar as oportunidades oferecidas na Alcoa. Em 2015 ela participou do Programa de Formação de Operadores e Operadoras (PFO) e hoje integra a equipe de Britagem na unidade de Juruti. “Hoje estou no meu primeiro cargo na empresa, mas tive muitos desafios para chegar até aqui. Me sinto felizarda por fazer parte da minoria do gênero feminino, pois assim posso ver que sou e estou capacitada a trabalhar no meio dos homens. Muitos vêem as mulheres como sexo frágil, mas estamos ganhando nosso lugar na mineração. Para o futuro eu pretendo me capacitar mais e focar em um curso superior para que eu possa crescer na companhia”, adianta.
A política de valorização da mão de obra feminina e o incentivo à diversidade já renderam reconhecimentos à Alcoa, que já foi eleita a "Melhor Empresa para Mulher Trabalhar no Brasil", de acordo com pesquisa do Instituto Great Place to Work (2014) e recebeu o prêmio internacional Catalyst (2013) pelas ações inovadoras ligadas à contratação, formação e promoção de mulheres no trabalho.
Sobre a Alcoa no Brasil
A Alcoa opera no Brasil em cinco das seis unidades de negócios da Alcoa Corporation: Bauxita, Alumina, Alumínio, Fundição e Energia. A estratégia de transformação da companhia busca ampliar seus negócios na cadeia de valor do alumínio e criar operações na área de commodities globalmente competitivas. A Alcoa emprega localmente cerca de 2.300 pessoas e possui três unidades produtivas, em Minas Gerais, Maranhão e Pará, além de escritórios em São Paulo e no Distrito Federal. 
 A companhia também é acionista da Mineração Rio do Norte (MRN) e de quatro usinas hidrelétricas: Machadinho, Barra Grande, Serra do Facão e Estreito. Foi escolhida pela oitava vez como uma das empresas-modelo pelo Guia Exame de Sustentabilidade. Também foi reconhecida pela 13ª vez como uma das Melhores Empresas para Trabalhar, de acordo com o Great Place to Work Institute; e uma das Melhores Empresas Para Começar a Carreira, segundo o Guia Você S/A. Para mais informações, visite www.alcoa.com.br e siga @Alcoa no Twitter em twitter.com/AlcoaBrasil e no Facebook emfacebook.com/AlcoaBrasil.
CONTATOS
Silvia Fujiyoshi
Comunicação | Alcoa Juruti
Cel 93 981124433  - silvia.fujiyoshi@alcoa.com.br
 
José Ibanes
Relações com a Imprensa| AMG Santarém
Cel 93 992101756  - joseibanes@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário