sábado, 24 de março de 2018

Novos policiais civis conhecem municípios de atuação

Mais de 120 Unidades Policiais, entre Seccionais, Delegacias e Unidades Integradas de Polícia, situadas em 111 municípios do Pará, receberão novos policiais civis, das categorias de escrivão, investigador e papiloscopista, aprovados no último concurso público. Ao todo, 474 policiais civis concluíram o certame e foram empossados. Nesta sexta-feira (23), a Polícia Civil realizou a lotação dos servidores públicos, no auditório A, da Delegacia-Geral, em Belém.
Foi quando os agentes policiais escolheram os locais de trabalho no interior do Estado. Além das lotações, os novos policiais civis receberam as armas e demais materiais de trabalho para iniciar as atividades. O procedimento de lotação teve início pela manhã e se estendeu por todo o dia.

O delegado-geral Rilmar Firmino acompanhou os procedimentos de lotação dos agentes policiais. Ele explica que todos os novos policiais civis têm conhecimento, durante o procedimento, das Unidades Policiais e dos municípios onde a Polícia Civil dispõe de vagas para lotação.

Pela ordem de classificação final no concurso, cada um dos servidores policiais é chamado e faz a escolha do local onde quer iniciar sua carreira policial. "A partir daí, ele segue para receber a portaria de lotação, o armamento e, depois, já segue para seu destino", explica Firmino. 

Mapas, consultas à Internet e trocas de informações foram alguns dos artifícios usados por muitos dos novos policiais para decidirem em qual município iriam trabalhar. Entre os critérios de escolha estavam desde a proximidade com a residência ou mesmo a preferência pessoal.

Muito emocionada, a investigadora Valéria Valentim escolheu a cidade de Cametá, no nordeste do Pará. Ex-bombeira militar, ela deixou a corporação para fazer o concurso da Polícia Civil. "Desde a minha infância sonho por esse momento e agora finalmente vou trabalhar como policial", disse ela que, com os olhos marejados, comunicou a escolha aos familiares.

O baiano João Santana, novo investigador de Polícia Civil, ficou também satisfeito com sua escolha. Vai trabalhar em Bragança, no nordeste paraense. "Não conheço a cidade, mas estou pronto para chegar lá e começar a trabalhar", disse ele, que está tomando as últimas providências para se apresentar na sede da Unidade de Polícia do município nas próximas horas. 

O novo escrivão de Polícia Civil, Felipe Ramos, natural da cidade do Rio de Janeiro, não esconde a sua expectativa de se apresentar em seu primeiro local de trabalho como policial civil: o município de Ourém, no nordeste paraense. "Ainda não conheço. Só ouvi de alguns colegas que comentaram e de outras pessoas que falaram da cidade. Estou na expectativa para desempenhar meu trabalho", destaca.

A mesma expectativa é a do novo escrivão Tiago Jarró, também carioca, que vai iniciar sua carreira policial em Capitão Poço. "Primeiramente vamos nos apresentar na sede da Superintendência Regional para saber as diretrizes do nosso comandante, e depois conhecer a cidade", detalha o policial civil.

A paraense Beatriz Almeida, nova escrivã de Polícia, já estagiou e trabalhou por dois anos como administrativa temporária na Polícia Civil. Ela escolheu o distrito de Vila dos Cabanos, em Barcarena, para desempenhar as atividades profissionais. Aos novos policiais civis, ela desejou sucesso e que continuem a estudar para desempenhar sempre um ótimo papel em prol da sociedade paraense. 

Posse - Os novos policiais civis foram empossados, na quinta-feira (22), em Belém, durante solenidade no Hangar Convenções e Feiras da Amazônia, com a presença do governador Simão Jatene. Ainda, no mesmo dia, eles assinaram os termos de posse e receberam coletes balísticos.

Ao todo, 289 investigadores, 166 escrivães e 19 papiloscopistas finalizaram o concurso público, em dezembro do ano passado, após dois anos de certame, que envolveu mais de um ano e meio, entre provas, exames, testes e prazos de avaliação de recursos dos resultados, entre outros, e quatro meses de preparação na Academia da Polícia Civil (Acadepol), durante o Curso de Formação de Policiais Civis, com aulas teóricas e práticas.

Na próxima terça-feira (27), será a vez da lotação dos novos 149 delegados. Com esse total de novos policiais, a corporação, que contava com 2.862 policiais civis em atividade antes do concurso, agora vai contar com mais de 3.400 policiais.

Municípios já contemplados com novos policiais civis: 
- Região do Tocantins: Abaetetuba, Barcarena, Baião, Cametá, Igarapé-Miri, Mocajuba, 

Moju e Oeiras do Pará
- Região do Marajó Oriental: Cachoeira do Arari, Santa Cruz do Arari, Muaná, Ponta de Pedras e Soure

- Região do Caeté (Bragantina): Augusto Corrêa, Bragança, Bonito, Cachoeira do Piriá, Capanema, Capitão Poço, Garrafão do Norte, Nova Esperança do Piriá, Nova Timboteua, Ourém, Peixe-Boi, Primavera, Quatipuru, Salinópolis, Santa Luzia do Pará, Tracuateua e Viseu

- Região do Capim (Guajarina): Aurora do Pará, Dom Eliseu, Mãe do Rio, Paragominas e Ulianópolis

- Região do Marajó Ocidental: Afuá, Anajás, Chaves, Breves, Curralinho, Gurupá, Melgaço, Portel e São Sebastião da Boa Vista

- Região do Lago de Tucuruí: Breu Branco, Goianésia do Pará, Jacundá, Novo Repartimento, Pacajá, Tailândia e Tucuruí

- Região do Sudeste do Pará: Abel Figueiredo, Bom Jesus do Tocantins, Brejo Grande do Araguaia, Canaã dos Carajás, Curionópolis, Eldorado dos Carajás, Itupiranga, Marabá, Nova Ipixuna, Palestina do Pará, Parauapebas, Piçarra, Rondon do Pará, São Domingos do Araguaia, São Geraldo do Araguaia e São João do Araguaia

- Região do Xingu: Altamira, Anapu, Brasil Novo, Medicilândia, Porto de Moz, Uruará, Vitória do Xingu e Senador José Porfírio

- Região do Alto Xingu: Água Azul do Norte, Ourilândia do Norte, Rio Maria, Sapucaia, Bannach, São Félix do Xingu, Tucumã e Xinguara

- Região do Baixo Amazonas: Alenquer, Belterra, Curuá, Faro, Juruti, Monte Alegre, Almeirim, Mojuí dos Campos, Óbidos, Oriximiná, Prainha, Santarém e Terra Santa. 
- Região do Araguaia Paraense: Conceição do Araguaia, Cumaru do Norte, Floresta do Araguaia, Pau D'Arco, Redenção, Santa Maria das Barreiras e Santana do Araguaia
- Região do Tapajós: Aveiro, Itaituba, Castelo dos Sonhos (Altamira), Jacareacanga, Novo Progresso, Placas, Rurópolis e Trairão
Por Walrimar Santos - Agência Pará

Nenhum comentário:

Postar um comentário