segunda-feira, 2 de abril de 2018

Em Re-Pa de pênaltis 'duvidosos', Remo vence com golaço e ganha vantagem na fina

Isac (Remo) e Cassiano (Paysandu) anotaram as penalidades, mas Rodriguinho acertou golaço para o Leão no Mangueirão. O jogo começou fazendo jus ao Dia da Mentira. Tanto o Remo, quanto o Paysandu tiveram penalidades duvidosas ao seu favor e as converteram. No segundo tempo, porém, o meia Rodriguinho saiu do banco de reservas para mostrar seu valor na 'hora da verdade' e fazer um belo gol de fora da área para o Leão, na tarde de ontem domingo (1), no Mangueirão, em Belém.
As penalidades ocorreram no primeiro tempo, com gol de Isac aos 29 minutos, para o Remo. O empate do Papão saiu da mesma forma, mas com Cassiano, aos 43. O gol da vitória remista saiu aos 34 minutos da etapa final, em chute forte de Rodriguinho.


A vitória garante a vantagem do empate para o Leão no confronto que vai definir quem será o campeão paraense de 2018. Ao Paysandu, só resta uma vitória por dois gols de diferença para poder levar a taça direto. Isso porque, caso o Bicola também ganhe por um de vantagem, a decisão será nas penalidades.

O Re-Pa decisivo está marcado para as 16h do próximo domingo (8), também no estádio Olímpico do Pará, em Belém, com transmissão lance a lance e vídeos dos melhores momentos pelo Portal ORM.

1º tempo: dois pênaltis duvidosos e dois gols
Diferente dos dois últimos clássicos, quando o Remo sobressaía-se na vontade em campo, o Paysandu igualou o nível de entrega e o clássico ficou emparelhado. O Remo foi para o confronto com a missão de apostar, como nos jogos anteriores, na velocidade dos pontas Elielton e Felipe Marques. Este último, porém, foi vetado ao sentir dores durante o aquecimento do jogo e Jayme foi a campo. A velocidade caiu!

O Paysandu, por sua vez, conseguiu mostrar a superioridade técnica de um elenco com jogadores mais rodados e obrigou o goleiro Vinícius a fazer boas defesas. A primeira saiu logo aos cinco minutos, quando Walter bateu da entrada da área. O camisa 1 espalmou. Aos 20, Mike colocou Moisés dentro da área e o camisa 9 chutou de primeira, mas teve o arremate afastado mais uma vez por Vinícius.

O Leão seguia buscando os lançamentos longos para as pontas. Aos 28, o lançamento foi vertical para o meio da área. Elielton dominou mau e Maicon Silva, ao tentar se antecipar ao chute do atacante remista, atirou-se de carrinho. Apesar de não ter acontecido contato entre os dois atletas, o árbitro Raphael Claus (FIFA) assinalou a penalidade. Isac foi para a cobrança e jogou no meio do gol para abrir o placar aos 29.

Aos 41 minutos, Mateus Müller cruzou na área do Remo e, depois de disputa entre Cassiano e Dudu, a bola sobrou para Perema que tentou o chute. Mimica tentou travá-lo e os dois caíram. O árbitro apitou mais uma vez e marcou outro pênalti. Foi a vez de Cassiano se apresentar. Ele colocou no cantinho esquerdo de Vinícius, que ainda foi na redonda, mas não evitou o empate bicolor.
2º tempo: Paysandu martela, martela e Remo vence com golaço
O Papão voltou para a segunda etapa com a entrada de Willyam (volante) no lugar do lesionado Cassiano (atacante). Aos três minutos, foi a vez de Maicon Silva também pedir para sair por lesão e Matheus Silva entrou no mesmo posto. Cinco minutos depois, o Paysandu perdeu Cáceres também por lesão e Fábio Matos foi lançado. Apesar das mudanças forçadas, o Bicola manteve maior volume de jogo. 

Aos 23 minutos, Mateus Müller colocou na área e Walter finalizou de calcanhar. A redonda sair muito perto do gol. Três minutos depois, Willyam recebeu na ponta, saiu de dois marcadores e tocou rasteiro para a área. Vinícius não alcançou e Gustavo cortou antes da chegada de Walter e salvou o Leão. O garoto bicolor voltou a sair pela ponta. Willyam driblou três e tocou para Fábio Matos, mas Fernandes se antecipou e cortou pela lateral.

Em mais uma saída de bola do Remo com chutão, Perema cortou - outra vez - de cabeça e a sobra acabou ficando no pé de Rodriguinho. O meia só ajeitou para a perna direita e finalizou de fora da área. Marcão tocou na redonda, mas ela caiu dentro do gol bicolor. Remo 2 a 1! Embalado pelo gol marcado, Rodriguinho foi para a cobrança de escanteio e tentou fazer olímpico, mas Marcão espalmou pela linha de fundo novamente.

No final do confronto, aos 43, Willyam recebeu a redonda no meio campo e jogou a bola dentro da área do Remo, na cabeça de Walter, que desviou e obrigou o goleiro Vinícius a desviar para fora. Quatro minutos depois, no entanto, o Remo quase aumentou a vantagem, com Jefferson Recife, que tabelou na esquerda, entrou na área e foi travado por Perema.

Ficha técnica (Paysandu 1 x 2 Remo)
Paysandu - Marcão; Maicon Silva, Perema, Edimar e Mateus Müller; Cáceres (Fábio Matos), Danilo Pires e Walter; Moisés, Mike e Cassiano (Willyam). Técnico: Dado Cavalcanti

Remo - Vinícius; Gustavo, Mimica, Bruno Maia e Esquerdinha; Dudu, Felipe Recife (Fernandes) e Adenílson (Rodriguinho); Elielton, Jayme e Isac (Jefferson Recife). Técnico: Givanildo Oliveira

Gols: Isac 29'/1ºT (Remo), Cassiano 43'/1ºT (Paysandu) e Rodriguinho 34'/2ºT (Paysandu)
Cartões amarelos: Maicon Silva, Edimar e Danilo Pires (Paysandu); Gustavo e Esquerdinha (Remo)

Data: 01/04
Hora: 16h
Local: Mangueirão (Belém/PA)
Árbitro: Raphael Claus (FIFA)
Assistentes: Fabrício Vilarinho (FIFA) e Rogério Pablos Zanardo (CBF)
Público: 19.019 (16.019 pag. e 3.000 cred.)
Renda: R$ 448.375,00

Nenhum comentário:

Postar um comentário