quinta-feira, 26 de abril de 2018

Empresas são aliadas no combate à hipertensão

Nesta quinta-feira, quando se comemora o Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão, a Organização Mundial de Saúde (OMS) alerta para a conscientização, já que o problema desencadeia várias doenças cardiovasculares, que são as responsáveis pela primeira causa de morte no Brasil. Segundo a entidade, 420 mil pessoas morrem, por ano, em consequência de AVC (acidente vascular cerebral) e 300 mil brasileiros são vítimas de infarto agudo do miocárdio. 
 De olho nesse cenário, o setor industrial vem desenvolvendo iniciativas para oferecer maior qualidade de vida e saúde aos colaboradores. Um bom exemplo disso é a Imerys, mineradora que opera a maior planta de beneficiamento de caulim do mundo.

A empresa idealizou o programa Medida Certa, que seleciona um grupo de colaboradores que é acompanhado ao longo de três meses e recebe apoio na reeducação alimentar e atividade física com orientação profissional. “Fazemos a uma pesagem de todos os participantes para determinar uma meta, tudo com o nosso acompanhamento, além disso o refeitório da empresa traz um cardápio especial, com alimentação balanceada”, conta Joelma Souza, analista administrativa da Imerys.
 
Há ainda a inclusão de rotinas saudáveis com exercícios em circuito e ginásticas laborais no próprio cotidiano de atividades dos colaboradores, durante os Diálogos Diários de Segurança (DDS), por exemplo, já que muitas vezes falta tempo no dia a dia para manter o ritmo das atividades. A ideia é que, ao final do programa, o hábito continue sendo cultivado pelos participantes e que novos colaboradores se sintam inspirados a participarem do Medida Certa.
 
Experimentando um novo estilo de vida
 
O supervisor de Produção Imerys, Antonio Erlânio Corrêa, 41 anos, sempre gostou de praticar esporte, mas com o passar do tempo foi deixando de se exercitar e caiu no sedentarismo. Os hábitos alimentares também não eram saudáveis: tomava com frequência dois litros de refrigerante por dia e abusava no consumo de carne vermelha e frituras. O resultado de tudo isso foi a obesidade, pressão alta e arritmias. 
 
Antônio procurou ajuda médica, mas afirma que o Medida Certa surgiu como um grande incentivador para abraçar um novo estilo de vida. Há três meses no programa, ele comemora o feito de ter perdido sete quilos. Com apoio de nutricionista, inclui diariamente no cardápio saladas, verduras e proteínas variadas, consumindo apenas duas vezes na semana carne vermelha, além de ter banido refrigerante. Também voltou a praticar atividades físicas, fazendo com regularidade caminhada, ciclismo e natação.
 
“Sair da zona de conforto não é fácil, mas é preciso tomar uma atitude hoje para que o futuro não cobre mais tarde. Sinto-me muito feliz, durmo melhor, respiro melhor e levo uma vida mais saudável. Claro que ainda tem muitos desafios pela frente, mas estou determinado a superá-los. Agradeço muito o apoio das pessoas do programa Medida Certa e da minha família. Digo sempre que o primeiro passo para mudar é reconhecer que precisa de ajuda, mas o incentivo das pessoas é fundamental nesse processo”, acredita.

Fabiana Gomes
Analista de Comunicação | Communication Analyst

Nenhum comentário:

Postar um comentário