coluna 3

Coluna 2

Coluna 1

sexta-feira, 13 de abril de 2018

HMS e UPA 24h agora oferecem transporte gratuito para pacientes

Climatizada e sob tutela de um técnico em enfermagem. É assim o serviço de van que vai transportar pacientes entre o Hospital Municipal de Santarém (HMS) e a Unidade de Pronto Atendimento 24 horas do município. O serviço já está em fase de teste e tem por objetivo diminuir a fila de espera no Hospital. Com a novidade, é garantido que casos menos complexos, categorizados com as cores amarela, verde ou azul, sejam atendidos pela UPA - sem necessidade do paciente passar por nova avaliação de risco. A van tem capacidade para até 15 pessoas e sairá de hora em hora, assim que o número de vagas for atingido.
 Segundo a direção do HMS e da UPA, hoje sob responsabilidade do Instituto Panamericano de Gestão (IPG), a ideia para o serviço surgiu ao perceberem o excesso de pacientes que buscavam ao Hospital. Enquanto isso, a UPA enfrentava períodos de ociosidade sem conseguir até mesmo receber o número de pacientes determinado pelo Ministério da Saúde. Um dos motivos diagnosticados foi a localização e a dificuldade de locomoção.

O MS determina que uma UPA do porte da de Santarém atenda dez mil e quinhentos pacientes por mês. Porém, no mês de março deste ano, foram atendidas seis mil e oitocentas pessoas. Para a direção, além do serviço de transporte, é fundamental esclarecer a capacidade de atendimento da UPA. Ela conta com nove médicos, corpo de enfermagem completo e medicamentos suficientes para casos de baixa complexidade. 

Protocolo de Manchester

O fluxo de classificação de risco praticado nas duas Unidades é conhecido como Protocolo de Manchester. Os paciente são classificados por cores de acordo com variáveis como intensidade das dores, sinais vitais, sintomas, glicemia e quadro clínico geral. 

Vermelho: Para casos de emergência. Quando o paciente necessita de atendimento imediato por correr risco de vida.

Laranja: Para casos muito urgentes. Quando o paciente necessita de atendimento o mais rápido possível.

Amarelo: Casos urgentes. O paciente necessita de avaliação, mas o caso não é considerado emergência. O paciente já têm condições de aguardar o atendimento.

Verde: Casos pouco graves e que podem inclusive serem tratados ambulatorialmente.

Azul: Casos de baixa complexidade. O paciente deve ser tratado ambulatorialmente.

Os casos de urgência e emergência continuarão a receber total atenção da equipe médica do HMS. Apenas casos classificados como amarelos, verdes e azuis serão encaminhamos para a UPA, para garantir atendimento mais rápido sem prejudicar aqueles que necessitam de atenção imediata na emergência do HMS.

Assessoria de Comunicação - IPG

Nenhum comentário:

Postar um comentário