coluna 3

Coluna 2

Coluna 1

sábado, 14 de abril de 2018

Operação Xeque Mate resulta em 40 prisões de foragidos em Belém e Região Metropolitana

A Polícia Civil prendeu, ontem sexta feira 40 foragidos da Justiça por envolvimento em crimes diversos, como roubos, furtos, homicídio e tráfico de drogas. As prisões são resultado da Operação "Xeque Mate", coordenada pela Diretoria de Polícia Metropolitana (DPM). Os presos estão sendo conduzidos para a Delegacia Geral para passarem por perícia e, em seguida, serem encaminhados ao sistema penitenciário.
A operação teve início por volta de 5 horas da manhã, quando as equipes de policiais civis saíram das sedes das delegacias, seccionais e Unidades Integradas de Polícia em direção aos endereços dos procurados. Foram mobilizadas todas as unidades policiais localizadas na Região Metropolitana de Belém.

O delegado geral adjunto da Polícia Civil, Rogério Morais, explica que o objetivo da operação é dar cumprimento a mandados de prisão ainda pendentes decretados pela Justiça contra envolvidos em crimes, como roubos, homicídios e tráfico de drogas. Todos os presos foram conduzidos primeiramente para as delegacias e seccionais, de Belém e Região Metropolitana, e depois apresentados na Delegacia Geral, em Belém, para serem periciados e em seguida ficarem recolhidos à disposição da Justiça.

"Além de cumprir os mandados judiciais, a operação visa levar mais segurança à população" explica o delegado geral Claudio Galeno. Para deflagrar a operação, foram levantados os mandados de prisão ainda pendentes de cumprimento, entre prisão preventiva e temporária, recaptura e mandados por condenação judicial, trabalho que contou com apoio da Delegacia Interestadual de Buscas e Capturas da Polícia Civil.

A operação contou com um levantamento das ordens judiciais de processos julgados e outros em tramitação que ainda estavam pendentes. Diante disso, os mandados foram repassados às delegacias e seccionais de Belém, Ananindeua, Marituba e Benevides, para cumprimento. A maioria dos foragidos responde por roubo e tráfico.
Por Walrimar Santos - Agência Pará

Nenhum comentário:

Postar um comentário