domingo, 29 de abril de 2018

Papão vence o Brasil de Pelotas por 2x1 e segue invicto na Série B

O artilheiro Cassiano marcou mais um hoje e agora tem 16 gols na temporada 2018. Mantendo o embalo na Série B, o Paysandu venceu com tranquilidade o Brasil de Pelotas na Curuzu. Jogando em casa, Cassiano e Renato Augusto conseguiram marcar um gol cada um e deram o placar de dois a um para o Papão. Com 16 gols na temporada 2018, o artilheiro Cassiano é outro que vive uma ótima fase na carreira. Agora, o Paysandu ocupa a terceira posição na tabela da Série B e segue com ótimo ritmo para disputar a final da Copa Verde.
Com 100% de aproveitamento, o Papão entrou em campo com o favoritismo ao seu lado. Para o duelo contra o rival gaúcho, o técnico Dado Cavalcanti já usou o meia Thomáz, que teve seu nome registrado no BID e estreou hoje em campo. Diferente do Papão, o Brasil de Pelotas teve um começo de campeonato mais comedido. A equipe Xavante entrou como uma das favoritas devido o desempenho no estadual, mas até agora não conseguiu vitórias, amargando empates e, agora, uma derrota.


Primeiro tempo: três gols em menos de dez minutos (ufa)
Aos vinte e um minutos, Renato Augusto recebe um pelo cruzamento, vindo do lado esquerdo do campo. Ele previu a jogada e já se  posicionou para desviar de cabeça. Certeiro, ele manda a bola ao gol de Marcelo Pitol, que se estica todo para pegar a pelota, mas não consegue. Primeiro gol do Papão, para delírio da torcida.

O gol pareceu tirar o foco do time gaúcho, que logo em seguida, amargou um pênalti. Renato Silva derrubou Matheus Silva, que avançava para o ataque na grande área. Cassiano cobrou a penalidade, correndo com velocidade e mandando um foguete também acelerado. A bola entrou tranquila e, aos 25 minutos, o PSC fez o segundo gol

Mas a alegria do Paysandu foi manchada por uma falha do próprio time. Não se sabe ainda o que aconteceu, mas o Papão simplesmente... Vacilou. Ninguém parece ter visto o atacante Lourency avançar para o goleiro Renan Rocha e, aos 28 minutos, fazer o primeiro gol do rubro-negro gaúcho. Em menos de dez minutos foram três gols.

O Brasil ainda teve chances de marcar, como aos 37 minutos, quando Michel ficou sozinho com o goleiro mas perdeu a chance de gol. A bola ainda voltou para o pé do jogador, que na tentativa de correr atrás do prejuízo, chutou mais uma vez, só que na trave. O fim do primeiro tempo foi com o Paysandu na frente, com a vantagem de um gol.

Segundo tempo: Paysandu mantém a superioridade e sai de campo com outra vitória
 A segunda etapa de Brasil de Pelotas e Paysandu parou na trave: vários gols foram perdidos por simples centímetros, e nenhuma das equipes conseguiu marcar. O PSC manteve o domínio da partida e o Brasil de Pelotas se mostrou mais solto em campo, porém continuou com poucas chances de gol. E quando acontecia de um jogador conseguir chegar no gol do adversário, a trave se encarregava de fazer as defesas e impedir a conclusão da jogada.

Cassiano continuou fazendo bonito e, aos doze minutos, avançou com perigo para o ataque. Ele não foi “fominha” e, ao perceber uma melhor oportunidade, fez um belo passe pra Claudinho. A bola só sai de campo, mas o lance foi bonito e aplaudido pela torcida. Em seguida, aos quinze minutos, a principal inimiga de Michel na partida entrou em ação. Pela segunda vez, o atacante xavante foi impedido de marcar por causa da trave.

Cassiano foi o nome do jogo, mandando outro belo lance aos 19 minutos, uma boa bola de pé esquerdo que só não entrou por causa de uma bela defesa de Pitol.  Mateus Muller mandou outro belo chute aos 34 minutos, mas dessa vez foi a vez da trave do rival atuar e impedir o gol do Papão. No final, o jogo foi tranquilo para o PSC, que saiu de campo com mais uma vitória na Série B do Campeonato Brasileiro. 

Ficha técnica: Paysandu 2 x 1 Brasil de Pelotas
Paysandu - Renan Rocha, Diego Ivo, Renato Augusto , Matheus Silva, Nando Carandina, Thomaz  (Claudinho), Renan Gorne (Mike), Perema, Edimar, Mateus Muller e Magno (Cassiano). Técnico: Dado Cavalcanti
Brasil de Pelotas - Marcelo Pitol, Artur,  Éder Sciola, Leandro Camilo, (Rafael Dumas), Rafael Vitor, Zé Augusto (Vacaria), Lourency, Sousa, Alisson Farias, Caio Nunes (Valdemir) e Michel.  Técnico: Clemer
Gols: Renato Augusto 21'/1ºT  e Cassiano 25’/1ºT (Paysandu);  Lourency 28’/1º T (Brasil de Pelotas)
Cartões amarelos: Diego Ivo, Renato Augusto, Thomaz e Cassiano (Paysandu); Artur, Sousa e Valdemir (Brasil de Pelotas)
Cartões vermelhos: Artur (Brasil de Pelotas)
Data: 28/04, 16h30
Local: Estádio Leônidas Sodré de Castro - Curuzu (Belém/PA)
Árbitro: Paulo Henrique Schleich Vollkopf - MS (CBF)
Assistentes: Eduardo Goncalves da Cruz - MS (CBF) e Daiane Caroline Muniz dos Santos - MS (FIFA)
Pagantes: 2.660
Sócio Bicolor: 2.870
Credenciados: 1.474
Público Total: 7.004
Renda: R$97.075,00

Nenhum comentário:

Postar um comentário