sábado, 28 de abril de 2018

Professor agredido por Wladimir Costa diz que ele "foi covarde"

A vítima se manifestou contra o discurso do parlamentar paraense e levou tapa na cara. O professor Therezo Neto, que atua há 26 anos na educação em Jacundá, no sudeste do Pará, disse que a agressão que sofreu do deputado federal Wladimir Costa (SD) foi "covarde". Um vídeo circulou nas redes sociais mostrando o parlamentar agredindo Neto durante a inauguração de um parque infantil e uma academia ao ar livre na Praça Municipal da cidade. No momento da agressão, o professor havia questionado a tatuagem que o parlamentar fez com o nome do presidente Michel Temer. O deputado declarou em nota emitida pelo Partido Solidariedade que "não é obrigado a aceitar agressões verbais com palavras de baixo calão".

Nenhum comentário:

Postar um comentário