sexta-feira, 18 de maio de 2018

Polícia Federal desarticula esquema de fraudes a benefícios em Belém

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta sexta-feira (18), a Operação Espúrio  com o  objetivo de desarticular uma associação criminosa especializada em fraudar benefícios previdenciários assistenciais (LOAS), em Belém. São cumpridos oito mandados judiciais, sendo quatro mandados de prisão temporária e dois mandados de busca e apreensão. 
As investigações se iniciaram a partir de denúncia de que nos endereços dos investigados chegavam correspondências do INSS, referentes à benefício previdenciário LOAS,  em nome de terceiros que não residiam em tais locais.
O trabalho de inteligência policial detectou que tais benefícios teriam sido concedidos a pessoas fictícias, e que a associação criminosa criava toda a documentação (RG, CPF, CTPS) inserindo alguns dos seus próprios dados pessoais na fraude. A documentação forjada servia para embasar o requerimento de benefício previdenciário junto ao INSS.

Além das aludidas medidas cautelares, a Justiça Federal determinou a imediata suspensão de 16 (dezesseis) benefícios previdenciários com fortes indícios de serem fraudulentos, cujo prejuízo estimado, conforme levantamento da NUINP é de R$ 2.205.017,57 (dois milhões, duzentos e cinco mil, dezessete reais e cinquenta e sete centavos).

Os investigados responderão pelos crimes de associação criminosa e estelionato previdenciário. Os presos serão encaminhados para o Sitema Prisinoal em Belém/PA, onde ficarão à disposição da Justiça Federal. (ORM)

Nenhum comentário:

Postar um comentário