coluna 3

Coluna 2

Coluna 1

segunda-feira, 21 de maio de 2018

Remo é goleado pelo Confiança dentro do Mangueirão e volta a avistar a Z2

Léo Ceará, Everton e Bruno Maia (contra) fizeram os gols que sacramentaram a vitória sergipana. A atmosfera foi montada para uma noite de remissão do Remo na Série C, mas acabou terminando como um domingo de pesadelo. O Leão foi goleado pelo Confiança por 3 a 0 dentro do Mangueirão, em Belém, neste domingo (20), e voltou a sentir o 'cheirinho' da zona de rebaixamento do grupo A.
Depois de um primeiro tempo intenso para ambas as equipes, o Leão cometeu falhas de atenção viiu o Dragão sergipano soltar fogo contra o gol de Vinícius. Léo Ceará, aos 26 minutos, e Everton, aos 38, mataram o jogo para os visitantes, mas, aos 47, o zagueiro do Remo, Bruno Maia, marcou gol contra e instaurou de vez a marcha fúnebre no Olímpico do Pará.
Com a derrota, o Leão caiu da quinta para a sétima colocação com sete pontos e uma diferença de apenas dois para a zona de queda, integrada, atualmente, por Salgueiro (5 pts) e Náutico (4 pts). O Confiança, por sua vez, desbancou o Atlético Acreano e ficou com a ponta do grupo, com 13 pontos.

A partir de amanhã (21), os remistas já começam a trabalhar para enfrentar o ABC às 20h do sábado (26), no Frasqueirão, em Natal (RN). Já o Confiança volta a Sergipe para receber o Santa Cruz, às 19h da segunda-feira (28), no Batistão, em Aracaju (SE).

1º tempo: pernas pra quê te quero! Ritmo forte, mas nada de gols
Com o Leão querendo a vitória para chegar ao G4 e o Dragão buscando os três pontos para alcançar a liderança, o primeiro tempo foi marcado pela entrega total dos jogadores. O jogo foi em um ritmo alucinante! A primeira boa chance foi aos 5 minutos, com os visitantes. Diogo recebeu a sobra da zaga e chutou por cima do gol. Dois minutos depois, foi a vez de Everton - o do Confiança - chegar com perigo e ser acionado dentro da área remista. Ele dominou e tocou no canto, mas Vinícius espalmou pela linha de fundo.

O Confiança seguia com as melhores chances da partida e, aos 10, Raí - aquele que jogou no Paysandu em 2016 - arriscou de fora da área e obrigou o goleiro azulino a espalmar novamente pela linha de fundo. Cinco minutos depois, a melhor oportunidade do Dragão. Foi quando Iago dominou dentro da área, deixou Mimica e Jayme no chão com apenas um toque e tocou no cantinho, mas pela linha de fundo. Aos 17, novamente o time sergipano foi à frente e Rafael Vila bateu de dentro da área para outra linda defesa do camisa 1 do Remo.

O Remo foi se ajustando dentro da partida e, depois dos 25 minutos, passou a comandar o jogo. Aos 28, Jayme recebeu na intermediária e bateu de fora da área e obrigou Genivaldo a fazer boa interceptação. A bola tinha endereço certo no cantinho esquerdo! A torcida levantou e só deu Remo.

Aos 31, Jayme arriscou da frente da área e mandou perto. Cinco minutos depois, Isac foi acionado da linha da marca do pênalti e bateu forte, mas foi travado pela zaga. Na cobrança do escanteio, Genivaldo saiu muito mal do gol e a bola ficou dividida na pequena área até sobrar para Dudu, que chegou antes da marcação e bateu por cima do gol.

No minuto seguinte, o lateral esquerdo Radar recuperou no campo de defesa, ficou cercado e tentou recuar para Genivaldo, que não alcançou. Jayme disparou e conseguiu chutar, mas Genivaldo conseguiu se recuperar a tempo e rebateu pela linha de fundo.

2º tempo: Leão vacila e Dragão massacra
O Remo voltou do intervalo com Levy no lugar de Jefferson Recife. Ainda no primeiro minuto, o paraense soltou um petardo de fora da área e Genivaldo tentou encaixar, mas não conseguiu e a bola saiu pela linha de fundo. Aos 12, o Leão teve outra chance em nova saída errada da zaga sergipana. Vinícius Simon recua fraco e Jayme tenta alcançar. Genivaldo sai de carrinho e chuta errado. A bola vai na testa de Isac, que finaliza fraco e vê o goleiro se recuperar novamente para segurar firme. Cinco minutos, Jayme foi lançado na área, tentou de carrinho e a Ângelo - também de carrinho - cortou pela linha de fundo.

O Confiança equilibrou o jogo e, gradativamente, tomou a superioridade no duelo até que, aos 26, sacramentou o bom momento no jogo com a abertura do placar. Levy falhou em bola espirrada, Bruno Maia cochilou e o atacante do Confiança, Léo Ceará, chegou junto para encher o pé e mandar na rede de Vinícius. Confiança 1 a 0!

O jogo ficou morno e o time sergipano passou a esperar os azulinos para sair em contra-ataque. Aos 38, Rafael Villa foi acionado na frente da área e tocou para Everton. O atacante sergipano bateu colocado e marcou o segundo do Dragão. O gol murchou de vez o Leão.

Aos 47, Frontini - que passou pelo Remo em 2010 sem deixar saudades - recebeu na área, girou sendo observado por dois marcadores e bateu bonito para a grande intervenção de Vinícius. Na sequência do lance, a bola foi cruzada para a área e o zagueiro remista, Bruno Maia, ao tentar cortar, acabou tocando contra o próprio gol. Confiança 3 a 0 e gritos de 'Vergonha, vergonha, time sem vergonha'.

Ficha técnica (Confiança 3 x 0 Remo)
Remo - Vinícius; Gustavo, Mimica, Bruno Maia e Jefferson Recife (Levy); Dudu, Leandro Brasília e Everton; Elielton (Gabriel Lima), Jayme e Isac (Eliandro). Técnico: Givanildo Oliveira

Confiança - Genivaldo; Ângelo, Gabriel, Vinícius Simon e Radar; Diogo, Everton, Rafael Villa e Raí (Caxito); Iago (Thiago Silvy) e Léo Ceará (Frontini). Técnico: Luizinho Lopes

Gols: Léo Ceará 26'/2ºT, Everton 38'/2ºT e Bruno Maia 47'/2ºT contra (Confiança)
Cartões amarelos: Dudu e Everton (Remo); Ângelo (Confiança)

Hora: 19h
Local: Mangueirão (Belém/PA)
Árbitro: Jefferson Ferreira de Moraes - GO (CBF)
Assistentes: Cristhian Passos Sorence - GO (CBF) e Leone Carvalho Rocha - GO (CBF)

Nenhum comentário:

Postar um comentário