coluna 3

Coluna 2

Coluna 1

sexta-feira, 1 de junho de 2018

Pará ganha primeiro centro de atendimento integrado para inclusão e reabilitação do Norte

O Pará dá mais um passo na área da saúde e inserção social com a entrega do Centro Integrado de Inclusão e Reabilitação (CIIR), o primeiro da região Norte. A cerimônia de inauguração foi marcada por uma grande festa com música, dança e apresentações culturais, com audiodescrição e tradução em libras (Língua Brasileira de Sinais). A entrega contou com a presença do governador Simão Jatene, parlamentares, representantes de associações, entre outras autoridades.
Com investimento de mais de R$32 milhões do tesouro estadual, o espaço dispõe de um modelo inovador de assistência de média e alta complexidade às pessoas com todos os tipos de deficiências e faixas etárias.  "O Centro pretende criar condições para que as pessoas com deficiência, que tem um potencial fantástico, que são criativas, que são importantes, possam realizar esse potencial. Uma obra com uma estrutura sem igual, fruto de um grande esforço coletivo", afirmou  Simão Jatene.

O governador fez questão de ressaltar ainda os grandes financiadores dessa e de todas as ações do Estado. "Quem transforma e constrói a sociedade é a própria sociedade. Os políticos podem ajudar ou atrapalhar. Me sinto muito feliz e grato ao povo do Pará por ter me permitido, pela condição de Governador, ser uma das ferramentas para construção desse Centro.  Se apropriem disso, pois é uma obra realizada com imposto que cada um dos paraenses paga", acrescentou.

Na oportunidade, o governador assinou o projeto de lei, que será encaminhado à Assembleia Legislativa, que concede isenção do IPVA na compra de veículos para portadores de deficiência física, visual, mental severa ou profunda e autistas. Também ocorreu o lançamento da carteira para portadores de deficiência. A iniciativa, pioneira no País, trará mais facilidade e segurança na identificação dos passageiros durante o transporte intermunicipal.

O documento trará a foto do beneficiário e terá ainda dispositivos de segurança, que dificultam as falsificações , o chamado QR Code, código utilizado para armazenar dados gerais, acessado através de aplicativos que escaneiam códigos de barra. 

“A nova carteira é um documento moderno e seguro, onde devem constar somente as informações necessárias para o usuário e para o operador, e torna quase zero as chances de falsificação”, ressaltou o diretor geral da Agência de Regulação e Controle dos Serviços Públicos do Estado do Pará (Arcon), Bruno Guedes.

A empresa que  vai  trabalhar em parceria com a Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Pará (Prodepa), já  foi  contratada  e  está  providenciando  o software para a  instalação  do programa. O aplicativo  será  instalado  nos  celulares dos  fiscais e  dos  operadores,  e  poderá  ser  utilizado  sem a  internet. 

No dia 11 de junho a Arcon inicia o recadastramento dos deficientes que utilizam o transporte público pelo município de Barcarena. O calendário segue por outras cidades pólo, entre elas Santarém, Marabá e  Altamira. As novas carteiras devem ser entregues já no segundo semestre de 2018.

Estrutura -  O CIIR se diferencia dos demais existentes no País por ofertar todos os serviços de assistência em um único lugar. Localizado na rodovia Arthur Bernardes, em Belém, o complexo é dividido em vários espaços de atendimento específicos, distribuídos em uma área total de mais de 40 mil metros quadrados, sendo 15 mil só de área construída.

O Centro Especializado em Reabilitação (CER IV) é destinado aos usuários com deficiência auditiva, física, intelectual, visual, entre outros. O destaque vai para a oficina de órtese e prótese. Os serviços serão prestados por uma equipe multiprofissional com aproximadamente 300 colaboradores que estão sendo treinados para o atendimento especializado. 

O CIIR conta ainda com um Centro de Especialidades Odontológicas (CEO II) para atendimento das complexidades em odontologia que vai dispor de diversos procedimentos, inclusive de cirurgias de bucomaxilofacial e todo serviço de ortodontia e endodontia.

"Atenderemos a uma gama de pacientes que requer atenção e reabilitação. O CIIR é completo nesse sentido, com todos esses espaços e todas as ferramentas necessárias para a gente conseguir um bom resultado", afirmou José Neto, diretor executivo do Centro.
Os usuários do SUS terão à disposição um atendimento humanizado e um estrutura singular com ambulatório de múltiplas especialidades e uma equipe multidisciplinar com profissionais da fisioterapia, pedagogia, educação física e atividades alternativas como musicoterapia, massoterapia.

Também estará disponível um serviço de apoio, terapia e diagnóstico com exames como raio X, densitometria óssea, ultrassonografia, ecocardiograma, letroencefalograma, entre outros, complementados por uma oficina ortopédica.

"Todos esses serviços tornam o CIIR, sem dúvida nenhuma, singular, único no Brasil. Não temos conhecimento de um espaço que tenha todos os serviços SUS unidos dessa forma", complementou o diretor José Neto. O Centro será administrado pelo Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), em parceria com o Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano (INDSH).

Para o secretário de Estado de Saúde em exercício, Arthur Lobo, "esse centro de reabilitação entra para a história como um dos mais modernos e equipados do Brasil". "Com certeza, não só reabilitará como trará cidadania e inclusão social a milhares de portadores de necessidades de nosso Estado", destacou o representante da Sespa.

"Uma obra como esta irá atender bem, com carinho e dignidade a todos os usuários. Não tem quem não veja um espaço como esse e não sinta um grande orgulho de ser paraense", frisou o presidente da Alepa, deputado Márcio Miranda.

Expectativa - O paratleta Luis Gustavo, 17 anos, acompanhou a inauguração ao lado de sua mãe, Geisy Aleixo, 39 anos, e mais 21 companheiros de bocha adaptada que fazem parte do projeto Esporte Paralímpico, do Núcleo de Esporte e Lazer (NEL), da Secretaria de Educação. Após uma visita guiada ao lado de familiares e técnicos, o jovem ficou ainda mais motivado a continuar no caminho do esporte e conquistar ainda mais medalhas.

"Esse espaço vai permitir uma grande inclusão para nós e isso é muito bom tanto no esporte quanto na vida pessoal, pois vai ajudar a melhorar a minha locomoção. Quero ser um grande atleta para representar não só o Pará, mas chegar até a seleção brasileira elevando o nome do Brasil em grandes competições", afirmou Luis Gustavo, que treina bocha há quatro anos. 

"Esse espaço completo, com profissionais capacitados e todo o tratamento especializado vai possibilitar uma grande evolução na qualidade de vida não só do meu filho, mas de todos que necessitam de atendimento. Estou maravilhada", completou sua mãe, Geisy Aleixo.

Kellen Machado, técnica do grupo, também comemorou a entrega do CIIR. “Eles estão cheios de expectativas para usar os recursos do Centro. Nós que viajamos para outros Estados e conhecemos centros de treinamentos de alto padrão, agora contamos com atendimento de qualidade e de ponta. São serviços de terapia e reabilitação que contribuirão não só para a melhoria deles enquanto atletas, mas principalmente, para ganharem qualidade de vida”, afirmou.

"Esse Centro é uma grande conquista para as pessoas com deficiência, pois representa a nossa inclusão social e isso é muito gratificante. Devemos isso a essa nova política social implementada e o governo estadual está fazendo a sua parte. Que esse espaço seja aproveitado da melhor forma possível", finalizou Demilson Santos, representante dos usuários do novo espaço de atendimento.

O acesso aos serviços especializados do CIIR será feito após atendimento pelas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e posteriormente nas Unidades de Referência Especializada (URE), da Sespa. O usuário com deficiência passará por triagem e, então será direcionado, a partir do Sistema de Regulação (SISREG), para o CIIR.

 Outras duas formas de entrada ao Centro é por meio da Coordenadoria de Educação Especial da Secretaria de Educação do Estado (Seduc),  e do Centro Integrado de Inclusão e Cidadania da Secretaria de 
Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster).

Também participaram da cerimônia o deputado federal Arnaldo Jordy; o deputado estadual Gesmar Costa, além de secretários de Estado e outras autoridades locais.
Por Lidiane Sousa Agência Pará

Nenhum comentário:

Postar um comentário