domingo, 22 de julho de 2018

Oito jogos sem vencer: Papão começa quente, vai amornando e cede empate ao Oeste

Paysandu abre vantagem de dois gols no primeiro tempo, mas o Oeste foi atrás e trouxe o 2 a 2. Foi quase, mas não deu. O Paysandu amargou seu oitavo jogo sem vencer ao ceder um empate ao Oeste na 16ª rodada do Campeonato Brasileiro, Série B, realizada na Arena Barueri. No primeiro jogo sob o comando do técnico Guilherme Alves, o Papão mostrou que estava um pouco mais ofensivo e abriu dois gols de vantagem logo no primeiro tempo, mas uma sequência de erros cedeu o empate ao time paulista, que foi buscar os dois gols.
 Confira aqui o Lance a Lance da partida
Primeiro tempo: Paysandu "bota quente", mas Oeste não se intimida
O jogo começou com o Paysandu muito confortável jogando fora de casa e com um um bom domínio de bola. Logo aos cinco minutos, Pedro Carmona cobrou uma falta bem perto da grande área do Oeste. Ele mandou uma bola longa que foi direto no gol, mas  o goleiro Tadeu defende. Na sobra, Thomaz recebe a bola no pé e aproveita para abrir o placar para o Papão. Detalhe: antes, a bola desviou na barreira, na cabeça de Diego Ivo. Um belo gol que surgiu de uma jogada de três jogadores já mostrava um PSC que queria quebra um tabu, e isso ficou ainda mais evidente no segundo gol do bicolor.

Aos 24 minutos, Willyan surpreendeu a todos um um verdadeiro foguete de fora da área. O goleiro do Oeste, a zaga e até seus companheiros de time ficaram surpresos com um chute preciso e mortal. Ele estufou a rede e abriu uma bela vantagem para o time paraense. 
Thomaz teve uma ótima performance na noite de hoje, prestando assistências e atacando bastante. Aos 30 minutos, Leandro Amaro teve que tirar a bola do pé do rapaz, senão, era outro gol. A reação do OEste foi mudando, e ficou claro que o próximo a balançar as redes seria o time rubro-negro

Ao 34 minutos, Conrado manda um cruzamento para a área do Papão.  Os zagueiros deixaram o menino Pedrinho passar e ele meteu a sola: 2x1. Em seguida, aos 46 minutos, uma lambança na área do Paysandu resulta no segundo gol de Pedrinho... Mas o bandeirinha marca o impedimento e invalida o gol. Com esse lance polêmico, o primeiro tempo termina. 
Segundo tempo: Oeste consolida o empate e Papão volta para casa sem vencer de novo
Como de forma espelhada, o Oeste fez um gol logo nos primeiros minutos da segunda etapa, estufando a rede aos 6''. Mazinho mandou uma bomba que explodiu na trave, mas Carlinhos viu a chance na sobra e solou. A falha do goleiro e da zaga do Paysandu resultam no gol de empate.

Foi assim que o jogo se manteve até o final. Destaque para as atuações de Mazinho e de Thomaz que, cada um para seu time, tentaram tirar o jogo do "tudo igual". Pedro Carmona também caprichou em jogadas áreas, mas a bola não encontrou uma cabeça para pousar e descansar na rede. No final, foi isso: uma quase virada do Oeste terminando em dois a dois.

Ficha técnica (Oeste 1 x 3 Paysandu)
Oeste: Tadeu, Leandro Amaro, Joilson, Conrado, Lídio, Danielzinho (Adriano Alves), Mazinho (Claudinho), Betinho, Rafael Luz (Pedrinho), Wallace Bonilha e Carlinhos

Paysandu: Renan Rocha, Diego Ivo, Alan (Willyam), Thomaz, Dionathã (Moisés), Perema (Matheus Silva), Nando Carandina, Claudinho, Pedro Carmona, Edimar e Mateus Mulller

Gols: Thomaz (5'/1º T) e Willyam (23'/1ºT) - Paysandu; e Pedrinho (34'/1º T) e Carlinhos (6'/2ºT) - Oeste

Cartões amarelos: Alan e Dionathã (Paysandu) e Lídio e Rafael Luz (Oeste)

Local: Arena Barueri, São Paulo (SP)

Árbitro: Pablo Ramon Goncalves Pinheiro

Auxiliares: Vinicius Melo de Lima e Jean Marcio dos Santos
Público: 907 pagantes
Renda: R$ 8055,00

Nenhum comentário:

Postar um comentário