segunda-feira, 9 de julho de 2018

Remo aperta o Santa Cruz, mas perde o jogo, o equilíbrio e a chance de sair da Z2

Pipico e Charles fizeram os gols do Santa. No Leão, a derrota rendeu expulsões por reclamações de Vacaria e Geandro. Mais um jogo em que o Remo esbarrou na 'maré de azar'. Apesar de ter chegado mais vezes com perigo ao ataque, o Remo saiu de campo derrotado tanto do ponto de vista desportivo, quanto no lado comportamental. Além de ser superado pelo Santa Cruz com o placar de 2 a 0, dentro do Arruda, em Recife (PE), o Leão ainda perdeu dois jogadores, expulsos de campo por reclamações. O confronto foi válido pela 13ª rodada e ocorreu na noite de ontem domingo (8).

Saiba como foi a partida lance a lance aqui!

O Remo conseguiu ter um bom início e vinha tentando chegar ao primeiro gol quando o Santa Cruz, na primeira estocada pela direita, teve Pipico ganhando da marcação na área e mergulhando para cabecear para a rede, aos 11 minutos do primeiro tempo. Na volta do intervalo, o time de João Neto foi ainda melhor e pressionou os pernambucanos. No entanto, aos 47 minutos, a falta cobrada por Charles desviou em Mimica e sacramentou a vitória coral. No finalzinho, o volante Vacaria - que ainda nem estreou - foi expulso do banco de reservas por reclamação. Já após o término da partida, Geandro aplaudiu o árbitro Rodrigo Nunes de Sá de forma irônica e também recebeu o cartão vermelho.

O triunfo levou o Santinha da quarta para a terceira colocação, com 20 pontos, na primeira vez que o time conseguiu engatar duas vitórias consecutivas na competição. O Leão, por sua vez, segue estacionado na lanterna do grupo A da competição, com apenas 11 pontos ganhos.

Com dois desfalques certos e a preocupação acerca do estado clínico dos atacantes Ruan e Gabriel Lima, além do meia Everton, que nem foram para o confronto por conta de lesões, o Remo já começa a pensar no confronto contra o Botafogo da Paraíba, às 17h do sábado (14), no Mangueirão, em Belém. O tricolor coral segue nos braços da torcida para receber o Globo (RN), às 19h do mesmo dia, no Arruda.

1º tempo: Remo começa bem, mas vacila e Santa abre o placar
O bom início remista no jogo deu esperanças de um primeiro tempo promissor. Lançamentos para Elielton e as chegadas dos dois laterais, além da boa presença de Isac formavam uma boa atmosfera azulina, mas bastou uma arrancada em velocidade do Santa Cruz para o placar ser alterado. Aos 11 minutos, Robinho tabelou com Vitor na ponta direita, chegou ao fundo e cruzou. Pipico mergulhou e testou no cantinho.

O gol abalou o Leão, que só se recuperou a partir dos 20 minutos. Isac voltou a ser acionado e, aos 26, conseguiu descolar belo lançamento para Elielton, que entrou na área em velocidade e foi surpreendido pelo goleiro Tiago Marchowski. O camsia 1 coral levou a melhor na dividida e ficou com a redonda. Elielton caiu no gramado, mas nem houve reclamação de pênalti! Isso, aliás, só ocorreu aos 30, quando o cruzamento para Isac teria sido desviado por Danny Morais, com o punho esquerdo. A arbitragem nada marcou e o jogo seguiu normalmente.

O duelo foi ficando cada vez mais truncado, com faltas, inclusive, fora do lance de bola. Só ocorreu nova chance de gol aos 41 minutos, quando Robinho saiu limpando três marcadores da direita para a frente da área e lançou milimetricamente Jailson. O camisa 10 entrou por trás da marcação, ficou de frente com o gol e foi desarmado pela mão esquerda de Vinícius, que saiu corajosamente para afastar o perigo.

2º tempo: Leão pressiona, Santa acha segundo gol e expulsões remistas

O Santa Cruz voltou assustando com Jailson, em tabela pela esquerda. O camisa 10 entrou na área e, no momento do arremate, foi desarmado sem falta por Dudu. Mas o Remo cresceu tanto no jogo, que passou a pressionar o Santa Cruz. Aos 13, Nininho cruzou na área e Elielton, sozinho na pequena área, subiu para testar para a rede, mas não alcançou. Três minutos depois, Augusto Silva tentou afastar a redonda lançada para Isac, mas furou e deixou o camisa 9 'na boa' para chutar. O goleiro Tiago Marchowski cresceu novamente e salvou o Santinha.

Aos 27 minutos, Rodriguinho recebeu na área e lançou Elielton por elevação. O atacante remista ficaria na frente do gol para finalizar, mas o passe foi interceptado pelo zagueiro Augusto Silva com o bico da chuteira. No minuto seguinte, Fernandes recebeu a redonda na esquerda e soltou um torpedo de primeira. A bola saiu rente à trave esquerda pernambucana.

O time de Roberto Fernandes passou a apostar na velocidade e na habilidade do atacante Robinho, que abusava dos dribles na tentativa de sair da pressão do Leão. Aos 42, Geandro recebeu na direita e cruzou com categoria para a área. Eliandro testou e viu a bola bater no travessão, no gramado e ser afastada pela defesa tricolor. 

Cinco minutos depois, aos 47 minutos, Charles foi para a cobrança da intermediária, bateu forte e festejou um desvio na canela esquerda de Mimica para vencer o goleiro Vinícius e garantir a vitória no Arruda. Na sequência, houve confusão no banco de reservas do Leão. O quarto-árbitro Nielson Nogueira Dias chamou o árbitro central e apontou a expulsão do volante Vacaria, que estava no banco de reservas. Em tom de cobrança, o jogo terminou aos 49 e Geandro (também volante) aplaudiu a arbitragem como forma de provocação e foi o segundo jogador a receber o vermelho. 

Ficha técnica (Santa Cruz 2 x 0 Remo)
Santa Cruz - Tiago Marchowski; Vitor, Danny Morais, Augusto Silva e Allan Vieira (Eduardo Brito); Eduardo, Willian Maranhão (Charles), Artur Rezende (Augusto) e Jailson; Robinho e Pipico. Técnico: Roberto Fernandes

Remo - Vinícius; Nininho, Mimica, Bruno Maia e Esquerdinha (Jayme); Geandro, Dudu, Leandro Brasília (Fernandes) e Rodriguinho; Elielton (Eliandro) e Isac. Técnico interino: João Neto

Gols: Pipico 11'/1ºT e Charles 47'/2ºT (Santa Cruz)
Cartões amarelos: Arthur Rezende (Santa Cruz); Nininho, Bruno Maia e Geandro (Remo)
Cartões vermelhos: Geandro e Vacaria (Remo)

Local: Arruda (Recife/PE)
Hora: 17h
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sa - CD/RJ
Assistentes: Silbert Faria Sisquim - AB/RJ e Lilian da Silva Fernandes Bruno - MTR/RJ
Público: 14.782
Renda: R$ 122.291,00
(ORM)

Nenhum comentário:

Postar um comentário