sexta-feira, 31 de agosto de 2018

Música latina na abertura XI Salão do Livro da Região do Baixo Amazonas

Livros para todos os gostos e manifestações culturais fazem parte do XI Salão do Livro do Baixo Amazonas, que será realizado mais uma vez em Santarém, a partir do dia 7 de setembro. A abertura será marcada pela apresentação da cantora paraense Nanna Reis e banda em “Salsa com Jambu”, que mistura ritmos latinos e música brasileira, na união de duas culturas para festejar a Colômbia, país homenageado este ano nos salões literários da Feira Pan-Amazônica do Livro, que chegou a sua 22ª. edição em 2018 tendo como patrono o poeta Age de Carvalho. Nanna Reis, 23 anos, artista de uma nova geração de cantoras, é um nome conhecido no cenário musical paraense, além de compositora. 
Aos 8 anos de idade, em 1999, ela descobriu a vocação para a música, e começou os estudos de musicalização e teoria musical no Conservatório Carlos Gomes. Suas primeiras apresentações em público foram no Encontro da Paz, na Praça Batista Campos, em Belém, no show “Prus Parentes”, do cantor e compositor Alfredo Reis, que é o pai da cantora.

Em 2010, estreou o seu primeiro show solo, “Brasilidade”, e três meses depois foi reconhecida como melhor intérprete do 2º Festival de Música Popular Paraense. Essas são algumas das conquistas na trajetória artística que a cantora já vem construindo há 11 anos.

Será a primeira participação de Nanna Reis em um salão literário, o que a deixa muito ansiosa e animada: “Nunca fui a Santarém, então vai ser uma experiência incrível cantar, trocar ideia, sentir a energia da cidade, conhecer a região”. Em “Salsa com Jambu” Nanna Reis promete fazer um show muito animado. 

A cantora já apresentou um show com a mesma influência, chamado “Pará Latino” e diz que o espetáculo tinha “uma pegada mais paraense, com muito carimbó e muita guitarrada, que por sua vez não deixa de ser um ritmo que recebe essa superinfluência latina. O Salsa com Jambu traz cumbias, salsas, merengues, zouk, cacicó e promete colocar o povo para dançar”.

Nanna será acompanhada Anderson Dourado ao piano; Ruy Villas-Boas no contrabaixo; Eudi Prata na percussão; Luciano Queiroz na bateria; Charles Almeida no trombone e Fabrício Figueira no trompete. Todos músicos de Santarém, além de Andinho Farias, guitarrista de Belém e diretor musical desse show.

Andinho é produtor do EP Mestiça, novo trabalho de Nanna, que será lançado em outubro, um trabalho que segundo a artista também bebe nessas fontes latinas. “Por conta disso já incluímos algumas músicas do repertório do EP nesse show latino, o Salsa com Jambu, como o zouk Vem Para Mim e o merengue Quem Vai Beijar, que são faixas de Mestiça bem dançantes”.

O repertório foi criado especialmente para a abertura do XI Salão da Região do Baixo Amazonas, com muitas músicas de artistas latinos, clássicos colombianos como Yo Me Lhamo Cumbia, Mirame Fijamente, A Dios le Pido. Mas Nanna irá cantar também músicas de artistas santarenos, como Ruy e Paulo André Barata e Ronaldo Silva e também apresentar músicas de sua autoria.

“Acho que vai ser lindo. Os músicos são incríveis e eu vou chegar nos 220 volts”, promete Nanna, que acha que o salão literário é uma forma de dar voz à sua geração de artistas. “Estar num evento desse porte é potencializar outras mulheres, meninas, que queiram ingressar na música, nas artes, acho uma forma de representatividade bem bacana”.

O Salão do Livro realizado em Santarém é uma realização do Governo Estadual, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), em parceria com a Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Cultura (Semec) e demais parceiros, como a Imprensa Oficial do Estado – IOE.

Serviço:
“Salsa com Jambu”, com Nanna Reis e Banda, será apresentado no Parque da Cidade – Espaço Pérolas do Tapajós, Avenida Bartolomeu de Gusmão, Santarém – Pará, dia 7 de setembro, às 20 horas. Entrada Franca. Informações: 55 93 3522-2663

Nenhum comentário:

Postar um comentário