quinta-feira, 30 de agosto de 2018

Seminário debate relacionamento sustentável entre mineração e comunidades

Como as comunidades avaliam a chegada de projetos minerais em seus territórios e de que forma podem participar da governança em programas voltados para a responsabilidade social. Essas foram algumas das questões em pauta na terceira edição do Seminário Mineração &X Comunidades, realizado pela revista Brasil Mineral esta semana em Belo Horizonte (MG). O evento contou a presença de várias mineradoras do país, entidades do setor e com as apresentações do professor Paulo Haddad e do Procurador do Ministério Público Federal, José Adércio Sampaio, chefe da Força Tarefa Rio Doce. O Pará, o segundo maior polo mineral do Brasil, marcou participação com a Imerys, detentora da maior planta de beneficiamento de caulim do mundo e patrocinadora do evento.  
  Para Juliana Carvalho, Coordenadora de Comunicação & Relações com as Comunidades da Imerys, é fundamental criar uma interface com a comunidade. “O diálogo e a transparência com as comunidades é uma das premissas da empresa. Prova disso, são os projetos sociais voltados para fomentar a sustentabilidade, empreendedorismo e a capacitação das pessoas. Nosso desafio é incentivá-las para que se vejam como protagonistas de sua história e com isso deixar um legado de sustentabilidade para elas”, afirmou.
 
Para quem atua em campo, o seminário abriu um leque de conhecimento e oportunidades de melhorias. “Conhecemos os cases de outras empresas e como têm atuado junto às comunidades. O evento foi importante para adquirir mais conhecimentos e perceber oportunidades de melhorias”, disse Luciana Pinheiro, analista de Relações com a Comunidade da Imerys que atua no município de Ipixuna do Pará. 

Participar do seminário foi uma experiência muito enriquecedora. Observamos que desenvolver projetos sociais vai muito além de uma atividade pontual. É de fato uma atividade onde você pode mensurar a qualidade da proposta e o seu real impacto junto à comunidade”, completou Nayara Santos, também analista de Relações com a Comunidade da mineradora, com atuação no município de Barcarena. (Fabiana Gomes - Temple)
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário