quinta-feira, 20 de setembro de 2018

TV Cultura do Pará transmite a Festa Çairé 2018 neste sábado

A disputa entre os botos Tucuxi e Cor de Rosa ganha transmissão ao vivo pela TV Cultura do Pará, neste sábado (22), a partir das 21h45 na Festa do Çairé, direto de Alter do Chão, no oeste paraense. Internautas também poderão acompanhar o espetáculo por meio do Youtube do Portal Cultura.  "Todos os anos a TV Cultura do Pará prepara uma grande transmissão da Festa do Çairé, que é uma das principais expressões da cultura paraense. Já virou uma tradição. O Çairé é um espetáculo muito aguardado na região do Baixo Amazonas e poder levar isso para todo o Estado. 
É uma transmissão muito gratificante para nossa equipe", destaca Paloma Andrade, coordenadora de produção da TV Cultura do Pará. Paloma adianta ainda que a transmissão terá foco na participação do público por meio das mídias sociais da Cultura Rede de Comunicação. 

Para comandar o programa, a emissora escalou os jornalistas Luiz Fernando Machado e Adelaide Oliveira, que contarão também com a participação de comentaristas durante as apresentações. Os repórteres Felipe Cortez e Amanda Campelo ficarão responsáveis por trazer curiosidades dos botos Tucuxi e Cor de Rosa. No total, serão mais de sete horas de transmissão. 

Tradição - O Festival dos Botos, como é conhecido, começou em 1997 quando foi incluída na disputa à festa do Çairé, em Alter do Chão, uma iniciativa dos próprios moradores da vila. Antes, as apresentações eram feitas de forma coreografada por um grupo local. 

Já a partir de 1998, os botos passaram a retratar a lenda, separadamente, quando se apresentaram pela primeira vez no Sairódromo - local onde a festa é realizada até hoje. A disputa entre Tucuxi e Cor de Rosa, no entanto, só começou a valer mesmo a partir de 1999 e desde então tem sido acirrada. 

Compõem o enredo da festa, que ressalta a natureza, em especial o lago verde, palco da trama, temáticas como a sedução, morte e ressurreição destes personagens; entre lendas regionais, tribos indígenas, a cunhã-borari, a principaleza do lago verde, a rainha do Çairé, o tuxaua, o pajé e os pescadores.

Para receber a competição, o centro do sairódromo se transforma em um lago fictício onde os integrantes dos dois grupos folclóricos apresentam suas atrações.(Bruno Magno)

Nenhum comentário:

Postar um comentário