sábado, 6 de outubro de 2018

Colaboradores do HMS recebem treinamento de hemoterapia

Cerca de 200 colaboradores participaram da capacitação que falou sobre o fluxo e segurança da transfusão sanguínea. Com a perspectiva de desenvolvimento de pessoas que acontece ativamente há cerca de três meses, a direção do Hospital Municipal de Santarém (HMS) têm buscado oferecer oportunidade de aprendizagem. Nos dias 4 e 5 de outubro, o Hemopa foi parceiro nessa troca de conhecimento. Enfermeiros e técnicos de enfermagem foram divididos em três turnos para que a maioria pudesse participar da capacitação sobre doação de sangue e hemoterapia.
  Durante o treinamento foram explicadas técnicas dos procedimentos corretos para manter a qualidade da amostra de sangue e descarte de material, além da homogeneização, coleta, transporte, manuseio de material, manutenção e identificação. A enfermeira Cinthya Duarte, uma das responsáveis do setor de hemoterapia do Hemopa e que realizou o treinamento, destacou que o corpo de enfermagem é o responsável pelo processo de transfusão, “eles são os agentes que precisam garantir a segurança transfusional”, afirmou.
Segundo a diretora administrativa do HMS e UPA, Gabriela Regio, o objetivo foi oferecer ao setor de Enfermagem do Hospital subsídios sobre a utilização e maneira correta de trabalhar com materiais sensíveis como o sangue e hemocomponentes. “Por ser uma atividade que faz parte da rotina hospitalar, mobilizamos o maior número de profissionais. Muitos são colaboradores novos que precisam desse aprimoramento”, destacou.

Outro tema de destaque foi sobre a falha de identificação no ato da coleta de amostra e instalação da bolsa de sangue. Segundo o Hemopa, essa é uma falha que muitos hospitais no Brasil cometem e que pode causar um dano grave ao paciente. “Por esse motivo é importante que os nossos colaboradores fiquem alerta. Segurança do paciente deve ser prioridade”, enfatizou o diretor geral e técnico do HMS, Dr. Itamar Júnior. 
Implantação da Agência Transfusional 
O HMS já está em processo de implantação da agência transfusional. Uma sala no laboratório já foi preparada de acordo com as normas do Hemopa. A instituição é responsável por enviar equipamentos para as atividades no espaço, os equipamentos devem chegar este mês. Nove colaboradores do Hospital realizaram na semana passada um treinamento no Hemopa para atuar dentro da agência.  A previsão é que a agência inicie o funcionamento no mês de novembro deste ano.
 
A agência transfusional é o local onde ficam as bolsas já fracionadas com todos os testes imunológicos do doador, para serem utilizadas. Por saber que são demandas frequentes dentro da Unidade, a direção do Instituto Panamericano de Gestão (IPG) buscou com a Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará para auxiliarem na implantação da agência, principalmente para facilitar o fluxo da transfusão. 

Nos últimos três meses, o HMS precisou de 677 bolsas de sangue. Muitos dos pacientes eram de urgência e emergência. "Uma das dificuldades para o atendimento eficaz e de qualidade é a demora no translado até o Hospital das bolsas de sangue. Muitos pacientes não têm todo esse tempo”, finalizou o diretor geral e técnico, Dr. Itamar Jr.
Natashia Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário