coluna 3

Coluna 2

Coluna 1

terça-feira, 13 de novembro de 2018

Bandidos explodem agência bancária em Nova Esperança do Piriá

Quadrilha invadiu cidade atirando e teria fugido com reféns. Mais um assalto a banco na modalidade "vapor" aterrorizou moradores do interior do Estado, desta vez no município de Nova Esperança do Piriá, nordeste paraense. De acordo com a Polícia Militar, era por volta de 23h quando um grupo de cerca de dez homens fortemente armados acordaram os moradores da cidade com tiros e explodiram uma agência do Bradesco. Eles também teriam detonado com explosivos o transformador de energia elétrica da Avenida São Pedro, rua onde fica a agência para dificultar o trabalho da polícia. Segundo a PM, os bandidos fugiram do município levando dinheiro do roubo e alguns reféns.
Depois de explodirem os caixas eletrônicos, a quadrilha fugiu da cidade em várias caminhonetes em direção à vila de Novo Horizonte, no sentido de Paragominas. Sempre disparando para cima, os tiros durante a fuga foram ouvidos por vários quilômetros. Ainda segundo a PM, pelo menos dois reféns estavam em posse dos bandidos, que foram seguidos pelo Grupamento Tático Operacional (GTO) por alguns quilômetros. Até o momento, não há a confirmação de prisão de nenhum dos envolvidos.

 
O assalto assustou os morados do município, que mais uma vez se viram à mercê desse tipo de ação. Em março deste ano, a mesa agência do Bradesco foi alvo de uma outro ataque, quando cerca de cinco homens renderam pessoas na rua e atiraram na fachada do banco para invadir o local e fazer reféns clientes e funcionários. 
 
Dados da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) dão conta de que, de janeiro a outubro de 2017, foram registrados 15 casos de roubo a agências bancárias em todo território paraense, um número que cresceu consideravelmente no mesmo período de 2018, quando 21 assaltos foram registrados. Destes, 12 casos no ano de 2017 foram de roubo na categoria "vapor", enquanto os crimes desse tipo cresceram pra 16 casos este ano. (ORM)

Nenhum comentário:

Postar um comentário