coluna 3

Coluna 2

Coluna 1

sábado, 17 de novembro de 2018

CRB vence o Londrina e deixa situação do Papão dramática

Resultado é péssimo para o Paysandu, que volta ao Z-4 e depende ainda de outros resultados. O CRB bateu o Londrina por 2 a 1, na noite de ontem sexta-feira (16), mesmo jogando fora de casa, e deu um passo enorme para se livrar do rebaixamento na Série B do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Paysandu volta a 17º posição, integrando a zona de rebaixamento, e vivencia novamente uma situação crítica. O CRB, por exemplo, reduziu drasticamente a possibilidade de queda, ao abrir três pontos do Paysandu. 
A briga dos bicolores, no momento, é contra o Criciúma , que joga neste sábado contra o Vila Nova, fora de casa. Com a mesma pontuação que o Paysandu, o ideal é que o Criciúma sofra uma derrota por goleada, acima de 3 a 0, para ficar abaixo do Paysandu, integrando a zona de rebaixamento. Caso contrário, o Papão entrará na última rodada na zona do rebaixamento e não dependendo apenas de si para se livrar da queda. 
O JOGO

O destaque ficou por conta de Willians Santana, autor de dois gols. Dessa forma, o Regatas conseguiu vencer no Paraná e vai decidir a permanência na Série B no Rei Pelé, contra o fraco Figueirense. O CRB saltou temporariamente duas posições na tabela de classificação da Série B. Agora, está na 14ª posição, com 45 pontos. O gol do Londrina, que praticamente deu adeus a possibilidade de acesso à Série A, foi marcado pelo atacante Dagoberto, de pênalti. 

OUTRO RESULTADO RUIM
A sexta-feira foi terrível para o Paysandu. Além da vitória do CRB, o Atlético-GO venceu São Bento, por 1 a 0, com gol de André Luís, no Estádio Antônio Accioly, em partida válida pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro, da Série B.  

Dessa forma, o Atlético ainda pode sonhar com o acesso, já que a equipe chegou na sétima posição, com 56 pontos, um a menos do primeiro dentro do G4. Dessa forma, o jogo contra o Paysandu, na última rodada, na Curuzu, no sábado, 24, terá um peso significativo para os visitantes. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário