Coluna 1

terça-feira, 29 de janeiro de 2019

Estudo farmacêutico realizado no HRBA reduz casos de queda de pacientes internados

Um estudo realizado pela equipe multiprofissional da Clínica Oncológica do Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), em Santarém (PA), reduziu o número de casos de queda dos pacientes internados a partir da avaliação do risco agregado aos medicamentos adotados durante o tratamento. Os dados sobre o estudo, que começou a ser feito em setembro de 2016, na unidade gerenciada pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, foram divulgados durante a 1º Semana da Farmácia Hospitalar.
  “Avaliamos os pacientes envolvidos nesse incidente de segurança, a priori na Clínica Oncológica, e na análise verificamos que todos tinham em comum a utilização de medicamentos que podem apresentar reações adversas ou potencializam as chances de queda”, explicou a coordenadora de Farmácia, Sândrea Queiroz, após analisar o levantamento realizado com quase 6 mil pacientes, de ambos os sexos, internados na Clínica Oncológica do HRBA.

A partir de outubro de 2017, a equipe multiprofissional passou a verificar associações medicamentosas que aumentavam o risco de queda e a informar os riscos adicionais aos pacientes. O resultado da intervenção no uso destes medicamentos se mostrou eficiente. De outubro de 2016 a setembro de 2017, foram registradas 10 quedas na Unidade de Internação Oncológica. Após a intervenção, no período de outubro de 2017 a setembro de 2018, foram registrados seis incidentes.

Estima-se que 50% das quedas geram danos a pacientes (físicos ou/e psíquicos) e contribuem para aumentar o tempo de internação, custos assistenciais e produzem repercussões na credibilidade do hospital. Com a intervenção da equipe farmacêutica, aliada à colaboração dos pacientes e acompanhantes, foi possível reduzir o número de quedas e consequentemente, os danos para a saúde dos usuários.

Semana de Farmácia

Com o tema “Profissionais de Farmácia Engajados no Desafio Global de Segurança do Paciente”, a Pró-Saúde promoveu, entre os dias 21 e 25 de janeiro, a 1ª Semana de Farmácia Hospitalar. O objetivo foi aprimorar os processos de atendimento multiprofissional, com a inclusão de novas diretrizes de assistência ao paciente em que os profissionais da Farmácia assumam um papel estratégico nesse contexto.

No Hospital Regional do Baixo Amazonas, a programação contou com a participação de estudantes e profissionais multidisciplinares. “A Semana de Farmácia teve um diferencial, tanto para os profissionais da área, quando para toda equipe multidisciplinar envolvida. É interessante criarmos momentos como esses para que se faça uma reflexão sobre a atuação da assistência e do farmacêutico no Hospital, principalmente com foco no nosso paciente”, afirma a coordenadora.

Para o diretor Técnico do HRBA, Epifanio Pereira Filho, o evento serviu, também, para destacar a importância da atuação do farmacêutico na garantia de uma assistência de qualidade. “A Farmácia é fundamental para o funcionamento do sistema assistencial, assim como para o paciente. E, nesta semana, procuramos evidenciar a importância que esses profissionais têm no Hospital, além de promover a integração entre Farmácia, assistência médica e assistência hospitalar. Isso fará com que o tratamento seja ainda melhor”, reforça.

O acadêmico Hendrell Costa aprovou os conteúdos repassados. Ele já atua na área, como auxiliar de Farmácia do HRBA. “A programação foi muito interessante, tanto para os acadêmicos quanto para os profissionais, porque estamos conseguindo aprimorar os conhecimentos sobre diversas áreas”, conta Hendrell. (Joab Ferreira - Ascom - Pró Saúde)

Nenhum comentário:

Postar um comentário