Coluna 1

sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

Polícia Jornalista relata momentos de tensão durante assalto no centro de Belém

Após o ocorrido, o repórter Fabiano Villela da TV Liberal quer apenas continuar em paz. O repórter da Rede Globo / TV Liberal, Fabiano Villela, 40, está bem. "O mais importante é que eu não fui agredido, minha vida foi preservada e, agora, é vida que segue", afirmou.
O jornalista, que possui 18 anos de profissão, foi assaltado por dois criminosos na noite de quarta-feira (23). Ele foi abordado logo após estacionar em frente a um prédio no centro de Belém, próximo da Praça da República, no bairro da Campina. Villela teve os pertences pessoais e o carro roubado. A câmera de segurança do prédio registrou o assalto.
Apesar do susto, Villela não pensa em se afastar do trabalho e apresentou o telejornal Jornal Liberal 2ª edição nesta quinta-feira (24). Este foi o segundo assalto praticado contra jornalista na capital paraense. O primeiro foi há 9 anos, próximo a uma ponte, no bairro do Barreiro, logo quando o carioca chegou a Belém.

"Tentei acelerar o passo"

O jornalista chegou por volta das 21h30 e estacionou na Rua Oswaldo Cruz. Villela estava a caminho da casa de amigos quando foi abordado por dois homens. 

"Eu estacionei o carro e desci", conta Villela. "Eu já tinha visto um sujeito me encarando do lado da Praça da República. Quando eu caminhava para a portaria do prédio e o porteiro havia aberto a porta, notei a correria. Um dos homens veio da praça e eu tentei acelerar o passo. Mas aí veio o segundo homem, por trás, armado, e mandou eu entregar a chave do carro. Eu disse 'tranquilo, tranquilo', e entreguei a chave."

Os assaltantes levaram um porta-cédulas, um aparelho celular e o carro do jornalista, que registrou o Boletim de Ocorrência na Seccional Urbana de São Brás.
O carro foi recuperado cerca de uma hora depois do assalto, na Avenida Roberto Camelier próximo da Travessa Quintino Bocaiuva, no bairro do Jurunas. (ORM)

Nenhum comentário:

Postar um comentário