Coluna 1

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

MPE libera o Mangueirão para estreia do Remo em Belém, mas planeja nova vistoria

Partida entre Remo e Tapajós está confirmada para este domingo (3), às 16h, no Olímpico do Pará. O Mangueirão está liberado parcialmente para o jogo de Remo e Tapajós, a acontecer no próximo domingo (3). O Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) sediou na tarde desta quinta-feira (31), coletiva de imprensa para apresentar o resultado da vistoria e laudos realizados sobre a situação do estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão, que está interditado devido a queda de parte do reboco do teto no início de janeiro deste ano. 

 LEIA MAIS

Durante coletiva, foram destacados os quatro laudos - obrigatórios de acordo com o Estatuto do Torcedor - atualizados durante vistoria. Foram liberados somente 22 mil pessoas, do total de capacidade estrutural que é 45.007 mil torcedores, conforme laudo do Corpo de Bombeiros, aprovado pelo MPPA. O laudo da PM chegou a sugerir a liberação com capacidade nominal para 25 mil pessoas, mas a ideia não foi aceita. 

Ouça o que o Secretário Adjunto de Obras Públicas, Arnaldo Dopazo, falou sobre o estádio:
A redução na capacidade foi provocada pelo isolamento do lado A das arquibancadas do estádio. A área, onde caíram pedaços de concreto do reboco do teto das arquibancadas, seguirá isolada para reforma. A intenção é liberar o estádio por completo apenas para o Re-Pa, marcado para o dia 17 deste mês de fevereiro. Até o clássico, haverá uma nova vistoria do Ministério Público para confirmar a conclusão da reforma.
Estiveram presentes na coletiva Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Secretaria de Obras, Federação Paraense de Futebol e Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel). 

Promotores Nilton Gurjão, Domingos Sávio e Joana Coutinho representaram o MPE no Caso Mangueirão (Vanessa Van Rooijen)
Segundo o promotor de justiça, Domingos Sávio, o MPPA faz a fiscalização dos laudos emitidos pelo Corpo de Bombeiros, Equipe de engenharia, Polícia Militar e Vigilância Sanitária. "Existe um checklist para verificar se todos os laudos estão em conformidade com o Ministério dos Esportes", afirma.

Domingos Sávio foi ainda além no caso. Ouça abaixo a análise!
De acordo com Paulo Brígido, da Secretaria de Obras, a conclusão das obras está prevista para o dia 10 de fevereiro. "Até o fim desse prazo o lado A estará totalmente liberado. Fizemos nova vistoria e não existem riscos de ocorrer novos incidentes", afirma. A parte central do lado A continua interditada devido as obras que estão ocorrendo no local. 
O incidente danificou alguns assentos da arquibancada do lado A do estádio (área que fica para a Avenida Augusto Montenegro). 

Na tarde da última quarta-feira (30) uma equipe do MPPA realizou uma vistoria para analisar se o estádio possui condições para receber torcedores em jogos do Campeonato Paraense de Futebol. O resultado foi divulgado pelos promotores Joana Coutinho, Nilton Gurjão, Domingos Sávio e Março Aurélio Lima do Nascimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário