Coluna 1

quinta-feira, 7 de março de 2019

Número de acidentes durante o carnaval nas rodovias federais do Pará reduz 29% em relação a 2018

Segundo a PRF, em 2019 foram registrados 17 acidentes no trânsito neste período. Em 2018, foram 24 ocorrências. Durante o carnaval deste ano, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou redução de 29%, em relação a 2018, no número de acidentes nas rodovias federais de maior movimento no Estado do Pará. Este ano ano, foram 17 acidentes. Já no ano passado, foram 24 ocorrências. Os números foram divulgados, nesta quinta-feira (07), no balanço da Operação Carnaval da Polícia Rodoviária Federal, realizada desde a última sexta-feira (01) até as 23h59 de quarta-feira (06).
Também houve redução no número de feridos. Em 2019, foram 22. Já em 2018, foram 27, uma redução de 17%. No entanto, foram sete acidentes graves e duas mortes em decorrência de acidentes de trânsito. Os números são um pouco maiores em relação ao ano passado, quando foram registrados cinco acidentes graves e um óbito. 

Em 2019, a operação foi estruturada com reforço de policiamento em trechos e horários críticos nas rodovias federais, onde ocorreu uma grande força tarefa composta por diversos órgãos do Governo Federal, Estadual e dos Municípios, possibilitando um maior número de agentes ao longo dos pontos de fiscalização.

VÍTIMAS MORTAS
A duas mortes registradas na operação ocorram na BR 010, no km 324 e 278. Em ambos os acidentes, a causa principal estava relacionada a uma falha humana. O que comprova, segundo a PRF, que muitos usuários das rodovias ainda não estão fazendo  sua parte no combate à violência no trânsito.

FISCALIZAÇÃO
Com a fiscalização focadas nas principais condutas irregulares e associadas com maior número de acidentes – ultrapassagens irregulares, excesso de velocidade, mistura álcool e direção, falta de equipamentos de segurança – as equipes envolvidas na operação fiscalizaram 4.893 veículos e 5.138 pessoas, além de realizar 2.066 testes de etilômetro.
Como resultado, a PRF também destacou que 40 CNHs foram recolhidas por irregularidades no documento. Além disso, 201 CRLVs foram recolhidos por irregularidades nos veículos.

O balanço também apontou os seguintes números: 1.474  autos de infração, sendo: 429 por excesso de velocidade (radar); 259 por ultrapassagem em local proibido ou por forçar ultrapassagem; 83 por condução de motocicleta sem capacete; 63 por condução de veículo sem cinto de segurança; 29 por direção sob efeito de álcool; e cinco pessoas presas por dirigirem sob efeito de álcool.

De acordo com a PRF, os números do balanço demonstram que comportamentos perigosos ainda persistem: a ultrapassagem irregular, quer seja em locais proibidos ou em situações que não há possibilidades de ultrapassagem, e o excesso de velocidade. A alta frequência desse comportamento imprudente preocupa a PRF, visto que ele pode definir a 
ocorrência de um dos acidentes mais letais, que é a colisão frontal.

EDUCAÇÃO PARA O TRÂNSITO
Além de ações de fiscalização, a PRF trabalhou na prevenção de acidentes de trânsito por meio da educação dos usuários da rodovia. Ao todo foram 13 ações educativas, dentre elas, o Cinema Rodoviário,  que é um projeto da PRF voltado para a sensibilização de todos que fazem o trânsito.

A ação foi realizada da seguinte forma: enquanto são realizadas as consultas de praxe ou eventualmente aplicadas autuações, os ocupantes do veículo são convidados a participar de um bate-papo. 

Nesta ocasião, acompanham a exibição de filmes educativos relacionados a infrações que se convertem em acidentes de trânsito. Principalmente aos condutores de veículos são repassadas informações sobre a necessidade de uma atitude mais responsável no trânsito. No total, 330 pessoas foram impactadas pela ação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário