Coluna 1

segunda-feira, 11 de março de 2019

Universidades e Polícia Civil trocam tecnologias para investigação no Pará

Sistemas de identificação de digitais e carteira de identidade nacional estão em pauta. A Polícia Civil e a Universidade Federal do Pará firmaram parceria para o desenvolvimento de tecnologias que aprimorem a investigação policial no Pará. Os professores apresentaram ao delegado-geral um protótipo do sistema que pode integrar a gestão da identificação civil e criminal. Por sua vez, a Polícia Civil apresentou à universidade um recurso da tecnologia Afis (Identificação Automática de Impressões Digitais) e de reconhecimento facial.
 LEIA MAIS:
Uma reunião entre representantes do governo do Estado e de várias instituições de ensino e pesquisa foi realizada na última quinta-feira (7), em Belém. Participaram do encontro o delegado-geral de Polícia Civil, Alberto Teixeira, e os professores Raimundo Viegas Junior, do Instituto de Ciências Exatas e Naturais (Icen), da Universidade Federal do Pará (UFPA); Armando Jorge Hage Filho, do Departamento de Matemática e Estatística da Universidade do Estado do Pará (Uepa), e Aristides Freire Hage, analista Sênior do Parque de Ciência e Tecnologia (PCT Guamá), da UFPA.

PROTÓTIPO
No encontro, foram analisados pontos do protótipo de gestão de identificação e avaliaram os possíveis impactos na identificação civil e também na segurança pública. O desenvolvimento da ferramenta tecnológica (Afis) está sendo assessorado, na Polícia Civil, pela delegada Perpétua Picanço, diretora da Dime (Diretoria de Identificação, Manutenção e Estatística), e pelos papiloscopistas Célia de Lima Cordeiro, titular da Didem (Diretoria de Identificação Enéas Martins), Anderson Dilarin, Roberto Valentim e Carlos Augusto Rocha. 

Também participaram do encontro o delegado-geral adjunto Dilermano Tavares; o assessor de Planejamento Estratégico, delegado Rodrigo Galende; o diretor do Núcleo de Inteligência Policial, delegado Samuelson Igaki, e o diretor de Polícia do Interior, delegado José Humberto Melo.

A implementação do software ajudará na modernização do sistema de identificação civil no Pará, proporcionando rápido reconhecimento de pessoas envolvidas em crimes. A ideia é desenvolver tecnologias em âmbito regional, aproximando a Universidade Federal do Pará e a Polícia Civil do Estado.

NOVO RG
Outro ponto do projeto visa suprir as exigências do Governo Federal para implantação da nova carteira de identidade com padrões nacionais. O projeto iniciará a integração a outros projetos voltados à segurança pública, que fazem parte da estratégia da Didem e da Dime para a modernização das investigações policiais com o uso de novas tecnologias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário